Cuidado para não ser vítima de bandidos durante as férias

Não divulgue informações sobre a viagem para estranhos, muito menos na internet

por Da redação com assessorias 02/01/2018 14:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Ninguém quer tirar férias e ter de se preocupar com a segurança da casa, certo? Afinal, o momento é para relaxar e divertir em família. O problema é que os criminosos sabem que a maioria das residências podem estar desprotegidas nessse período. Mas, a boa notícia é que algumas medidas podem ser tomadas para evitar problemas.

"Para pessoas que moram em condomínios, de casas ou apartamentos, a dica é evitar, ao máximo, divulgar o itinerário da viagem para os outros, especialmente nas redes sociais. Se for passar muito tempo fora, é importante deixar avisado o zelador e o porteiro, e também deixar uma autorização com alguém no caso de alguma pessoa ou empregado precisar entrar no apartamento durante a ausência. Por mais que se confie em funcionários da residência, por exemplo, faxineira ou jardineiro, eles podem inocentemente comentar com alguém de fora, que pode não ser uma pessoa bem intencionada", afirma Amilton Saraiva, da GS Terceirização, de São Paulo.

O especialista lembra que um ponto importante diz respeito à idoneidade do porteiro, que conhece a rotina do condomínio. "É muito difícil os profissionais desta área não perceberem a ausência de algum morador. Por isso, é recomendável que os porteiros sejam contratados por meio de uma empresa terceirizada confiável, que ofereça um treinamento especializado de atendimento, discrição e segurança preventiva", comenta Saraiva.

Ele lembra que antes de viajar, as portas, as grades e as janelas devem ser devidamente fechadas e objetos valiosos precisam ser colocados em um lugar seguro e longe da vista, caso ocorra alguma invasão. "Para prevenir a entrada indesejada de mal-intencionados, pode-se instalar um sistema de segurança 24h, com alarmes e circuito interno de câmeras. E, ainda, não é indicado deixar a luz acesa durante o tempo em que estiver fora, porque, na verdade, pode ser uma evidência de que não há ninguém em casa, além de ser um gasto desnecessário de energia", diz o especialista. Amilton Saraiva lembra ainda que é importante pedir a um vizinho ou uma pessoa de confiança que visita sua casa sempre que possível, para ajudar a dar a impressãod e que o imóvel não está vazio.

"Os cuidados com a segurança durante as férias não devem ser apenas quanto a ações criminosas, é crucial também se certificar de que registros de água e gás, por exemplo, foram bem fechados, para assim evitar eventuais desperdícios e acidentes. Estes procedimentos de segurança garantem tranquilidade à família que irá curtir a viagem, sem ninguém precisar se preocupar se irá encontrar surpresas desagradáveis ao voltar", completa Saraiva.

Últimas notícias

Comentários