Sabia que é possível tratar o refluxo sem cirurgia?

Por meio da radiofrequência é possível acabar com o sofrimento causado pelo refluxo gastroesofágico

por Da redação com assessorias 19/01/2018 08:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Andromeda.wsiph.com/Reprodução
Por meio da endoscopia, sinais de radiofrequência são direcionados ao músculo que fica entre o estômago e o esôfago, fortalecendo-o e reduzindo os casos de refluxo (foto: Andromeda.wsiph.com/Reprodução)
Sabia que a estimativa das autoridades de saúde é que 20% da população mundial sofre com a doença do refluxo gastroesofágico, conhecida popularmente como azia? O principal efeito desse problema é a saída do material ácido proveniente do estômago para o esôfago e a garganta. Segundo o cirurgião endoscopista Bruno Sander, a azia pode aparecer em pessoas de qualquer idade, como uma queixa isolada ou eventual.

Alguns sintomas são característicos da doença de refluxo gastroesofágico: azia; dor no peito; dificuldade para engolir; tosse seca; rouquidão; dor de garganta; regurgitação e refluxo de suco gástrico; inchaço na garganta; e náusea após as refeições.

"Uma pessoa diagnosticada com refluxo pode ter a sensação de alimento preso na garganta e sentir os sinais da doença aumentar ao se curvar, inclinar para a frente, ficar deitado ou comer. Além disso, eles também costumam ser piores à noite", esclarece o especialista.

Mas, existe uma forma pouco invasiva para tratar a doença, que é por meio da radiofrequência. O médico explica que a "terapia do stretta' é um procedimento minimamente invasivo e que reduz significativamente os sintomas do refluxo gastroesofágico. Bruno Sander revela que estudos mostram que os pacientes experimentam alívio significativo e duradouro dos sintomas em um período que varia de quatro a 10 anos após a radiofrequência, sem necessidade de passar por uma cirurgia.

De acordo com o especialista, trata-se de um método que utiliza a endoscopia e é realizado sem qualquer corte. "Isso permite que a maioria dos pacientes possa eliminar ou diminuir em grande parte os sintomas da doença, assim como o uso de medicamentos", comenta Sander.

O procedimento consiste no fornecendo energia de radiofrequência para o músculo que fica entre o estômago e o esôfago, por meio de uma sonda inserida pela boca. "A radiofrequência remodela o tecido muscular, resultando na melhora significante da função de barreira, levando a uma quantidade menor dos episódios de refluxo. Seu objetivo é tratá-lo para evitar a realização de uma cirurgia", afirma o cirurgião. Ele lembra que esse tratamento é muito recomendado para pacientes que falharam ou são intolerantes aos medicamentos.

Últimas notícias

Comentários