Médicos implantam uma perna ao contrário em garoto de 15 anos

O caso inusitado e surpreendente aconteceu na Irlanda do Norte

por João Paulo Martins 25/01/2018 09:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Caters News Agency/Reprodução
Devido a um tipo grave de câncer, o garoto irlandês Tristin Stewart precisou amputar parte da perna, que, ao ser reimplantada, foi colocada invertida pela equipe médica (foto: Caters News Agency/Reprodução)
Uma notícia publicada pelo tabloide inglês The Sun vem causando comoção na internet. O jovem Tristin Stewart, de apenas 15 anos, que mora em Co Tyrone, na Irlanda do Norte, precisou fazer a amputação da coxa, mas, os médicos, quando foram reimplantar o restante da perna direita (do joelho até o pé) de volta, acabaram colocando ao contrário.

Depois de ficar anos sofrendo de dores na perna direita, em fevereiro de 2017, o garoto irlandês foi diagnosticado com sarcoma sinovial, um tipo de câncer grave que só pode ser tratado por meio da retirada da parte afetada pelo tumor. "Tristin sempre esteve muito corajoso durante todo o processo de diagnóstico, até que disseram que teria de amputar parte da perna. Imaginar que não poderia mais jogar futebol ou qualquer outro esporte foi durod emais para ele. Ele sempre foi um garoto muito ativo", comenta Mandy Stewart, mãe de Tristin, em entrevista ao The Sun.

Segundo Mandy, quando os médicos retiraram a perna direita do menino, foi um momento chocante para todos. Mas, depois, acabaram se acostumando. Então, os especialistas tiveram a ideia de reimplantar o restante do membro – que ia do joelho até o pé. O problema é que, após o procedimento, descobriram que a tíbia havia sido implantada ao contrário, o que deixou Tristin com o pé investido, parecido com o personagem folclórico brasileiro Curupira.

Logo após terem percebido o erro, conforme a mãe do garoto, a equie médico deu duas alternativas para a família: a retirada total da perna ou a operação de rotoplastia ou giroplastia (quando a articulação do joelho é refeita, deixando possível a mobilidade).

"Demorou algumas semanas até que Tristin se decidisse e estivesse confiante para optar pela rotoplastia", revela Mandy ao The Sun.

Desde então, o menino que é apaixonado por futebol está usando uma prótese articulada e seu sonho é poder participar das Paralimpíadas, apesar do sarcoma sinovial ainda crescer, mesmo que de forma lenta.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários