Vídeo de larvas em hambúrguer do Burger King causa polêmica

A contaminação do lanche teria ocorrido numa loja da rede de fast food em Brasília (DF)

por Encontro Digital 31/01/2018 09:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Edmagno Silva Maguinho/Reprodução
O vídeo com as supostas larvas dentro de um hambúrguer da rede de fast food Burger King, em Brasília (DF), vem causando polêmica nas redes sociais (foto: Facebook/Edmagno Silva Maguinho/Reprodução)
A publicação de um vídeo que mostra um cliente exibindo um hambúrguer da rede Burger King supostamente infestado por pequenas larvas vem causando polêmica na internet. A repercussão foi tanta que a franquia decidiu fechar temporariamente o estabelecimento citado nas imagens, que fica na 706/707 Norte, em Brasília, Distrito Federal, segundo informação publicada pelo site da revista Veja.

Confira, abaixo, a gravação que está causando alvoroço nas redes sociais:


Os lanches teriam sido adquiridos no domingo, dia 28 de janeiro. O casal mostra o sanduíche cheio de larva e o cupom fiscal supostamente relacionado à aquisição do produto. No Facebook, o vídeo foi publicado na conta de Edmagno Silva Maguinho e, após ganhar repercussão internacional, já ultrapassou 35 milhões de visualizações.

Conforme a notícia publicada pela Veja, o Burger King diz que a loja que aparece nas imagens teria recebido a visita dos agentes da Vigilância Sanitária e que não havia sido encontrado nenhum problema. "O fato ocorrido na franquia Imperador Alvim Comércio de Alimentos, responsável pela operação da unidade localizada na Asa Norte, de Brasília, está sendo investigado e já teve o parecer da Vigilância Sanitária do Distrito Federal, que confirmou que o restaurante está plenamente em condições de permanecer aberto", diz o comunicado à imprensa enviado pela empresa.

Muitos internautas comentaram nas redes sociais questionando o fato de as supostas larvas permanecerem vivas mesmo após os hambúrgueres terem sido feitos na chapa ou aquecidos de outra forma. Porém, esta não é a primeira vez que clientes reclamam de corpos estranhos em sanduíches de redes de fast food. Em 2013, uma mroadora de Curitiba entrou na justiça contra o Mc Donald's por ter encontrado uma barata em um lanche da rede americana de lanchonetes. Ela venceu a causa e foi indenizada em R$ 10 mil.

Últimas notícias

Comentários