Rato que aparece 'tomando banho' na internet, na verdade, não é um rato

O vídeo com o roedor se 'ensaboando' viralizou, mas, poucos sabem que se trata de outra espécie

por João Paulo Martins 30/01/2018 11:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Twitter/Reprodução e Wikimedia/Benjamin Frable/Reprodução
O suposto rato que aparece "tomando banho" no vídeo viral, que parou a internet, na verdade, é uma pacarana (dir.), roedor típico da América do Sul (foto: Twitter/Reprodução e Wikimedia/Benjamin Frable/Reprodução)
Nos últimos dias, o vídeo de um suposto rato todo ensaboado e "tomando banho" debaixo de uma torneira viralizou na internet, especialmente nas redes sociais. Porém, o que as pessoas não imaginam, é que o animal que parece tomar banho como um ser humano, na verdade, não é um rato. Trata-se de uma pacarana (Dinomys branickii), um tipo de roedor típico da América do Sul.

"Com o tamanho exagerado da cabeça; a posição bípede; os antebraços flexionados; a cauda curta e rígida; e a cor do pelo, este animal se encaixa na identificação de uma pacarana", diz a bióloga Dallas Krentzel, da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, em entrevista para a revista americana Newsweek. "Não há mais nenhum roedor que corresponda a todas essas características. Além do fato de que o vídeo foi feito no Peru, onde as pacaranas são bem conhecidas, o que apenas confirma o fato", completa a cientista.

A bióloga esclarece à Newsweek que a pacarana é parecida com a paca, muito comum no Brasil. O roedor que "toma banho" no famigerado vídeo gosta de viver nas árvores e se sente confortável para ficar na posição ereta, sobre as duas patas traseiras. Aliás, a cientista lembra que existem muitas imagens que mostram pacaranas na posição "em pé", como uma pessoa.

"Faz sentido que o animal seja capaz de se lavar de forma parecida com os humanos, porque precisa da mobilidade do antebraço para procurar e processar alimentos", comenta Krentzel à revista americana. Porém, a especialista alerta que o bichinho que aparece nas imagens foi ensaboado à revelia e que não está se lavando, mas sim, tentando retirar o produto do corpo – o sabão pode fazer mal para a saúde da pacarana. A bióloga ainda classifica como maus-tratos essa atitude do responsável pela gravação do vídeo.

Abaixo, as imagens que viralizaram na internet:


E, aqui, um exemplo de como é a simpática pacarana:

Últimas notícias

Comentários