Selecionamos algumas razões para se manter a cutícula

A membrana ajuda na manutenção da saúde das unhas

por Da redação com assessorias 16/01/2018 09:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Um hábito muito comum nos salões de beleza, a retirada da cutícula – membrana que protege a base da unha – não deve ser vista como algo benéfico. Essa ação pode resultar em ferimentos causados pelo alicate, como na famosa expressão "arrancar um bife", e também em problemas decorrentes da retirada da membrana, como infecções e enfraquecimento da unha.

Para esclerecer sobre a importância de se manter a cutícula, conversamos com a esteticista Luzia Costa, da cuticularia Beryllos, de São Paulo:

Unhas mais saudáveis
Tirar as peles da base das unhas, ou as cutículas, acaba com a proteção natural, deixando o organismo totalmente suscetível a contrair alguma infecção, ainda mais com os cortes ocasionados pelo alicate. A especialista lembra ainda que o esmalte é um dos principais vetores de fungos e bactérias.

Para de crescer e evita descamação
Conforme a esteticista, quanto mais você tira o excesso, mais a cutícula tende a crescer. "A solução é evitar a prática. Assim, você quebra este hábito que pode machucar e até deformar as unhas. Sem tirar, elas param de nascer e aos poucos voltam a ter um aspecto natural".

Sem ondulações e manchas
Como a cutícula é uma proteção, Luzia Costa alerta que, sem ela, a unha passa a apresentar manchas brancas, além de ondulações ocasionadas pelo seu enfraquecimento, perdendo, assim, o aspecto liso e bonito.

Facilidade no manuseio da unha
Sem tirar a cutícula o tempo de esmaltação é muito mais rápido, comenta a especialista. "O processo é simples: retirar o esmalte e aplicar o próximo. Pronto!".

Unhas bonitas por mais tempo
Luzia lembra que ao se deixar intactas as cutículas, a unha permanece mais fina e mantém o aspecto natural por mais tempo. "Outra dica é usar cremes para hidratar a região, diariamente".

Últimas notícias

Comentários