Que tal curtir o Carnaval a Cavalo de Bonfim?

Cidade fica perto de Belo Horizonte e traz a cavalhada como atração da 'folia'

por Encontro Digital 07/02/2018 10:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Secretaria de estado de Cultura de Minas Gerais/Divulgação
A tradicional cavalhada de Bonfim, realziada durante o Carnaval, é uma recriação dos torneios medievais e das batalhas entre cristãos e mouros (foto: Secretaria de estado de Cultura de Minas Gerais/Divulgação)
Para quem quer curtir uma "folia" diferenciada, de domingo, dia 11 de fevereiro, à terça, dia 13, a cidade de Bonfim, na região central de Minas Gerais, recebe mais uma edição do Carnaval a Cavalo. A festa, aguardada por moradores da cidade, é realizada desde 1840 e costuma receber mais de 20 mil turistas durante os festejos. O evento tradicional é realizado a partir das 15h, na praça principal do município.

A tradição veio do século XIX, quando padres europeus trouxeram as cavalhadas para o Brasil. Em Bonfim, houve divergência entre o padre e os cidadãos que participavam da celebração. Sendo proibido pela Igreja Católica, os bonfinenses resolveram continuar com as cavalhadas, porém, desvinculadas da fé católica. Nascia assim o Carnaval a Cavalo. O evento recria os torneios medievais e as batalhas entre cristãos e mouros.

Hoje, o evento é realizado durante o Carnaval e conta com o desfile de cavaleiros e amazonas na praça principal da cidade de pouco mais de 6,8 mil habitantes. Os fogos anunciam a chegada da "tropa festiva", que é recebida pela população, protegida por alambrados, e que participa da festa com serpentinas e confetes. Os cavaleiros e as amazonas realizam evoluções com os cavalos pelo circuito demarcado, trajando luxuosas fantasias confeccionadas em veludo e ricamente bordadas.

O espetáculo conta ainda com a Corporação Musical Padre Trigueiro, que toca marchinhas, músicas populares e a Havaneira Bonfinense, hino do Carnaval a Cavalo. A festa começa no domingo e é repetida na segunda e finalizada na terça de Carnaval, quando os cavaleiros e amazonas apeiam dos cavalos, tiram as máscaras e celebram a conquista do público em Bonfim.

Vale a pena dizer que o evento é familiar, com participação de pais e filhos, irmãos, primos, avós e netos, que celebram a festa mais tradicional da cidadezinah mineira, que fica a 82 km de distância de Belo Horizonte.

(com Assessoria de Comunicação da secretaria de estado de Cultura de Minas Gerais)

Últimas notícias

Comentários