Segundo IBGE, safra de grãos deve ter queda em 2018

Em comparação com 2017, produção de grãos deve ser 6% menor este ano

por Encontro Digital 08/02/2018 13:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Segundo previsão do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgada nesta quinta, dia 8 de fevereiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a estimativa para a safra nacional de grãos de 2018, feita em janeiro, é de queda de 6% em relação ao ano anterior. A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve totalizar 226,1 milhões de toneladas, uma redução de 14,5 milhões de toneladas em relação aos 240,6 milhões de toneladas de 2017.

No terceiro prognóstico, a estimativa da produção aumentou 0,8%, totalizando 224,3 milhões de toneladas. Os três principais produtos deste grupo, que são arroz, milho e soja, representaram 92,8% da estimativa da produção e respondem por 86,8% da área a ser colhida.

Na comparação com 2017, houve acréscimo de 2% na área da soja e reduções de 7,1% na área do milho e de 3,3% na área de arroz. Na produção, a previsão é de decréscimos de 2,2% para a soja, 13,8% para o milho e 5,7% para o arroz.

A região centro-oeste é a maior produtora de cereais, leguminosas e oleaginosas, com 97,4 milhões de toneladas, seguida das regiões sul (79,7 milhões de toneladas), sudeste (22,0 milhões de toneladas), nordeste (18,7 milhões de toneladas) e norte (8,4 milhões de toneladas). Na comparação com a safra passada, houve aumento de 4,4% no nordeste e queda nas outras regiões, sendo 8,1% no centro-oeste, de 5,1% no sul, de 7,9% no sudeste e de 5,8% no norte.

Por produto, os destaques de aumento na estimativa de janeiro são o algodão herbáceo em caroço (12,9%), cacau em amêndoa (27,2%), café em grão arábica (18,5%), café em grão tipo canephora (3,9%), feijão em grão segunda safra (10,2%) e trigo em grão (44,5%). Devem ter queda o arroz em casca (5,7%), batata-inglesa primeira safra (10,8%), batata-inglesa segunda safra (3,8%), batata-inglesa terceira safra (15,8%), cana-de-açúcar (2,4%), feijão em grão terceira safra (5,5%), milho em grão primeira safra (14,7%), milho em grão segunda safra (13,4%) e soja em grão (2,2%).

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários