Jovem inglesa desiste de tratamento para câncer terminal

Amy Redhead está divulgando seus últimos dias de vida

por João Paulo Martins 08/02/2018 12:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/amy.d.michelle/Reprodução
A jovem inglesa Amy Redhead foi diagnosticada com um câncer terminal, e ao saber que teria pouco tempo de vida, decidiu parar a quimioterapia e divulgar seu cotidiano nas redes sociais (foto: Instagram/amy.d.michelle/Reprodução)
Em depoimento publicado no Facebook nesta quinta, dia 8 de fevereiro, a jovem inglesa Amy Redhead, de 28 anos, que mora em West Midlands, revela que decidiu largar a quimioterapia e aceitar de forma positiva a notícia de que tem pouco tempo de vida, em decorrência de um gravíssimo câncer no intestino, que se espalhou para o fígado (sofreu metástase). "Eu gostaria de dar boas notícias, mas não são. Os nódulos que tenho no corpo estão piores. Meu fígado está 70% consumido pelo tumor. De certa forma, estou aliviada, por que tenho em sentido cada vez pior. Não fiquei brava ou triste com a notícia, porque sei que meu corpo está morrendo. Só tenho raiva de estar cansada. De uns tempos para cá, é cada vez mais difícil aproveitara s coisas", desabafa Amy na gravação que já está com mais de 23 mil visualizações e 87 curtidas.

Quando descobriu que era vítima de câncer, em outubro do ano passado, a inglesa passou a registrar seus últimos dias, aproveitando para alertar os jovens de todo o mundo sobre as consequências desta terrível doença. Apesar dos médicos terem dado o diagnóstico de que sua expectativa de vida era ainda menor do que imaginavam inicialmente, ela preferiu se recusar a fazer o tratamento recomendado. Com isso, a família de Amy Redhead decidiu interná-la num sanatório. A informação foi divulgada pelo tabloide inglês Daily Mail.

"Amy é tão teimosa que não foi surpresa ela ter se recusado a fazer a quimioterapia. Os médicos disseram que o tratamento só nos daria mais tempo com ela", comenta Emily, de 22 anos, irmã da jovem vítima do tumor no estômago. Conforme o periódico, por não ter mais forças para gravar sozinha e mostrar seu dia a dia, familiares estariam ajudando Amy a produzir e divulgar os vídeos e as imagens nas redes sociais. "Amy vem compartilhando sua história nas redes sociais durante toda sua provação, mas, agora, ela não está bem o suficiente para fazer isso sozinha. Estamos fazendo isto por ela", comenta a irmã.


Ainda de acordo com Emily Redhead, fotos da irmã na clínica em que está internada estãos endo divulgadas para mostrar para as outras pessoas como é o sofrimento de um paciente com cancro terminal. "Estamos muito orgulhosos da luta dela, nos últimos meses. Ela tem sido muito corajosa, mas, já disse que está pronta para morrer e que não está sofrendo", completa.

Além de já ter aceitado a própria morte, Amy se adiantou e deixou tudo preparado para o funeral. Ela também criou uma espécie de "caixinha de recordações", para que a família possa matar a saudade dela depois que morrer.

Abaixo, o vídeo, em inglês, com o desabafo da jovem:

Últimas notícias

Comentários