ONU alerta que nível dos mares está subindo de forma mais rápida

Elevação média anual pode triplicar até 2100

por Correio Braziliense 13/02/2018 16:29

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Pixabay
(foto: Pixabay)
As cidades litorâneas estão correndo risco de serem "lavadas" do mapa pelos oceanos, segundo alerta feito pela ONU. Em comunicado divulgado na segunda, 12 de fevereiro, a instituição esclarece que o aumento do nível dos mares está em ritmo acelerado e que as águas devem subir até 66 cm até o fim deste século.

A Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos prevê que a taxa atual de crescimento, de cerca de 3 mm ao ano, pode vir a triplicar e chegar a mais de 10 mm ao ano até 2100.

O estudo americano foi baseado em 25 anos de análsies de dados enviados por satélites. "Essa aceleração [do nível dos mares], causada principalmente pelo degelo mais rápido na Groenlândia e na Antártica, tem o potencial de dobrar a elevação do nível do mar até 2100, em comparação com projeções que assumem uma taxa constante. Serão mais de 60 cm, em vez dos cerca de 30", comenta Steve Nerem, um dos autores da pesquisa.

"E isso quase certamente é uma estimativa conservadora", acrescenta o pesquisador, que é professor de Engenharia Aeroespacial na Universidade Boulder do Colorado, nos EUA.

Também participaram do estudo, cientistas da Universidade do Sul da Flórida, do Centro Espacial Goddard, da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), da Universidade Old Dominion e do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos EUA.

Segundo os especialistas, as mudanças climáticas são responsáveis por afetar o nível dos oceanos. A maior concentração de gases de efeito estufa na atmosfera aumenta a temperatura da água, o que faz com que ela se expanda. A chamada "expansão térmica" dos mares já contribuiu com cerca de metade dos 7 cm do aumento médio do nível do mar nos últimso 25 anos, relata Steve Nerem.

O derretimento das camadas de gelo dos polos terrestres também contribuem para a elevação dos oceanos.

(com Agência France Presse)

Últimas notícias

Comentários