Policiais russos teriam presenciado 'poltergeist' em casa na região da Sibéria

As autoridades acionaram a igreja local para ajudar a combater os 'espíritos'

por Encontro Digital 14/02/2018 11:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Pixabay
(foto: Pixabay)
Um fato curioso que vem ocorrendo num distrito da cidade de Tomsk, na Sibéria, Rússia, está chamando a atenção de muitos internautas. Em pleno século XXI, as autoridades policiais da cidade, que tem pouco mais de 500 mil habitantes, acionaram a Igreja Ortodoxa para ajudar a expulsar um suposto "poltergeist" que estaria afetando moradores de uma casa. A informação é da agência russa de notícias Sputnik.

Segundo comunicado divulgado pelo Ministério do Interior da região de Tomsk, um residente do povoado de Maraksa acionou a polícia depois que objetos começaram a "voar" em diversas partes de sua casa.

Segundo apurou a Sputnik, os policiais que atenderam à inusitada e controversa chamada asseguram que, quando chegaram à residência em Maraksa, teriam presenciado, com "seus próprios olhos" que alguns "livros caíram de um estante" e, de uma sala que supostamente estava vazia, um "bastão" teria voado em direção a eles. "Não foi encontrada nenhuma explicação racional para esses eventos", informa as autoridades russas no comunicado.

A pedido das autoridades policiais, a igreja local foi convocada para participar na luta contra os "espíritos malígnos". O secretário da diocese local, o monge Simeon Koinov, confirmou à Sputnik que pessoas vinculadas à igreja estariam na casa "problemática" realizando rituais de consagração e que, à noite, ajudariam os moradores a "apaziguar o poltergeist".

O responsável pela diocese acredita que esses fenômenos estariam ocorrendo porque alguém na casa seria praticante de rituais pagãos ou estaria ligado ao esoterismo.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários