Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Saiba como evitar a sonolência após as refeições

Almoço rico em carboidratos pode favorecer a sensação de sonolência


postado em 16/02/2018 17:48 / atualizado em 16/02/2018 17:52

Você já sentiu sono logo depois de almoçar? Isso se deve à forma como os nutrientes são metabolizados no organismo. De acordo com o nutrólogo Lucas Penchel, a ingestão de alimentos ricos em carboidratos simples, como arroz branco, macarrão, maionese, farofa, suco de frutas, é responsável por um pico de glicemia no sangue, que, logo em seguida, vira uma baixa. "Quando acontece a baixa de glicose no sangue, a falta de disposição é o primeiro sintoma, seguido de sono", revela o especialista.

Além disso, quando há um consumo excessivo de alimentos, o médico explica que o sistema digestivo "pede" uma maior oxigenação para realizar as funções de forma adequada e metabolizar todos os nutrientes. E isto leva à diminuição do fluxo sanguíneo em várias partes do corpo, principalmente no cérebro, dando a sensação de sono. "A solução está nas escolhas mais saudáveis como legumes cozidos e saladas. Na hora do carboidrato, optar sempre pelo arroz integral, mandioca e batata doce. Carnes magras grelhadas e assadas como peito de frango, patinho, acém e lagarto também são boas escolhas. Evitar líquidos durante e após as refeições", recomenda a nutricionista Stefani Rocha, da clínica Penchel.

Na hora do almoço, a especialista sugere a escolha de apenas um tipo de carboidrato e que ele seja complexo, para evitar picos de glicose no sangue. "Não comer grande volume de comida de uma vez, pois, como o processo de digestão passa por uma série de reações químicas que exigem um gasto maior de energia, causam, também, a sonolência. Gorduras também devem ser evitadas, pois tornam a digestão mais lenta", esclarece a nutricionista.

Stefani Rocha aproveita para citar algumas medidas que favorecem o organismo, dando maior disposição:

  • Beber água: a desidratação é uma das causas mais comuns da falta de energia. Mesmo uma desidratação leve pode ser responsável por drenar as energias e afetar a habilidade de pensar racionalmente. Quando a energia estiver baixa, é bom tomar alguns copos d'água

  • Luz do Sol: a radiação solar é antagonista da produção de melatonina, um dos hormônios responsáveis pelo sono. Passar o dia em um escritório ou sala de aula fechada faz com que o cérebro ache que é hora de dormir e libere a melatonina, diminuindo os níveis de energia

  • Comer chocolate 70%: esta guloseima contêm teobromina e cafeína, fontes comprovadas de energia. Além de ter flavonoides, antioxidante que melhora o humor. Só não vale aproveitar para extrapolar as quantidades, deve ser ingerido com moderação

  • Beber café: a maioria das pessoas recorre ao café para acordar de manhã, porque ele é rico em cafeína, o que acelera o metabolismo, aumenta a energia e a concentração. Mas, é importante lembrar que ele não deve ser acompanhado do açúcar comum

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade