Venda de imóveis cresceu 9,4% no ano passado

Foram vendadas mais de 94 mil unidades em todo o país

por Encontro Digital 26/02/2018 12:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Segundo levantamento da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e do Senai Nacional, no ano passado, houve crescimento de 9,4% na venda de imóveis em todo o país, na comparação com 2016. Foram comercialziadas 94.221 unidades em 2017, contra 86.140 unidades de 2016. Os dados foram apresentados nesta segunda, dia 26 de fevereiro, em São Paulo.

Aidna conforme o estudo, que levou em conta 23 regiões brasileiras, o número de lançamentos de imóveis aumentou 5,2% em 2017, na comparação com 2016. As vendas superaram os lançamentos em 11.878 unidades, o que corresponde a 12,6% do total das unidades comercializadas. Com a elevação das vendas, houve redução de 12,3% na oferta de imóveis.

Regiões

Na comparação por regiões brasileiras, o nordeste teve o melhor desempenho, com alta de 26% nas unidades vendidas. Em seguida, está o centro-oeste, com 22,7% de elevação e o sudeste com 7% de alta. O norte apresentou queda de 30,9% de imóveis comercializados e redução de 4,5% no sul.

Por tipologia, os imóveis com dois dormitórios predominam, representando 55,7% do total. Em seguida, estão as unidades com três dormitórios (27,7%), quatro dormitórios ou mais (5,8%) e um quarto (10,9%).

Para Celso Luiz Petrucci, presidente da Comissão da Indústria Imobiliária da CBIC, a tendência para o mercado imobiliário é que os índices continuem positivos. "A expectativa dos empresários é de crescimento. Temos fatores econômicos e cenário que permitem ver que a economia deste ano será melhor que a do ano passado: desemprego negativo, expectativa de crescimento de emprego formal, taxa Selic com expectativa de cair mais, inflação projetada dentro da meta, previsão de crescimento do Produto Interno Bruto [PIB]", comenta o especialista.

A expectativa para o fechamento no ano de 2018 é de alta de 10% tanto em lançamentos de imóveis, quanto em vendas.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários