Americano encontra 'monstro' parecido com o do lago Ness

O cadáver da criatura estava na ilha de Wolf, na Geórgia (EUA)

por Encontro Digital 21/03/2018 09:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/First Coast News/Reprodução
A estranha criatura descoberta na ilha de Wolf, nos Estados Unidos, é bem parecida com as descrições do famoso monstro do lago Ness, da Escócia (foto: YouTube/First Coast News/Reprodução)
Um homem estava viajando de barco com o filho pela ilha de Wolf, que faz parte de um centro de conservação da vida selvagem, no estado da Geórgia, nos Estados Unidos, quando percebeu o corpo de uma criatura morta ao lado da água. Logo que ele divulgou as imagens do estranho ser, a notícia se espalhou por todo o país e mesmo pelo mundo.

Assista, abaixo, a uma matéria (em inglês) sobre a estranha descoebrta:


A criatura da ilha de Wolf está sendo associada ao famoso monstro do lago Ness, uma das mais antigas e misteriosas lendas da Escócia.

O responsável por encontrar o cadáver foi o americano Jef Warren. Para as redes locais de TV, ele explicou que o "animal" possui uma cauda comprida e duas barbatanas, bem como um pescoço longo e cabeça pequena, ou seja, aspectos que a cultura popular atribui ao monstro do lago Ness.

Ainda segundo ele, quando estava psseando de barco, viu que alguns pássaros estavam comendo partes de um corpo inerte ao lado da água. Foi, então, que decidiu se aproximar da estranha criatura. Em seguida, Warren disse que ficou sabendo que existe uma lenda local sobre um ser chamado "alty" ou "altahama", que possui traços similares à lenda de Ness.

De acordo com a imprensa local, até o momento, os especialistas não conseguiram determinar que tipo de animal corresponde ao cadáver descoberto por Jef Warren.

Para Dan Ash, diretor do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA, é difícil determinar a espécie encontrada porque "alguns animais marinhos têm uma forma de decomposição que pode causar confusão com certas criaturas pré-históricas".

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários