Argentinos continuam sendo os principais turistas que visitam o Brasil

Ministério do Turismo mostra que em 2017 batemos o recorde no número de visitantes estrangeiros

27/03/2018 08:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Por meio de levantamento feito pela Polícia Federal, o Ministério do Turismo anunciou, na segunda, dia 26 de março, que o Brasil registrou, ao longo de 2017, o maior número de entradas de estrangeiros no país em toda a sua história. No total, foram 6.588.770 turistas que desembarcaram em território brasileiro.

São 42 mil visitantes a mais do que no ano anterior (2016), quando o país já havia batido recorde, por ocasião dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O número também supera o alto volume de entradas registado em 2014 (6.429.852 turistas), ano em que nosso país sediou a Copa do Mundo da Fifa.

Com quase 400 mil turistas a mais (alta de 11,1% em relação ao ano anterior), foram países vizinhos da América do Sul que incrementaram o aumento de turistas estrangeiros em 2017. Eles representaram 62,4% do número total de entradas de estrangeiros no Brasil, algo em torno de 4,1 milhões de pessoas.

Na lista de principais emissores de turistas internacionais, a Argentina continua em primeiro lugar, com 2.622.327 visitantes, 14,3% a mais do que em 2016. O país vizinho responde por quase 40% de todos os turistas internacionais que o Brasil recebe.

Em segundo ficam os Estados Unidos, com 475,2 mil viajantes – queda de 7% em relação ao ano anterior. Apesar da redução, o governo federal já registrou aumento de 87% na emissão de vistos para turistas dos EUA no começo de 2018, com a entrada em vigor do sistema de visto eletrônico, que reduz de 90 dias para três o prazo para recebimento da autorização de viagem ao Brasil.

Na terceira posição entre os maiores visitantes estrangeiros, aparece o Chile, com 342,1 mil entradas no ano passado, 5,2% a mais que em 2016.

Portas de entrada

São Paulo é a principal porta de entrada de estrangeiros no país, por onde chegam 32,5% (2.144.606) de todos os turistas internacionais que visitam o Brasil. O Rio de Janeiro fica em segundo lugar, com 1.355.616, ou o equivalente a 20,5%. Em terceiro lugar, aparece o Rio Grande do Sul, porta de entrada para milhares de argentinos, com 1,27 milhão de turistas.

De acordo com o Ministério do Turismo, apesar de ter registrado queda de 4,2%, o avião continua sendo o principal meio de transporte do turista internacional. De todos os visitantes estrangeiros que chegaram ao Brasil em 2017, 63,5% (4,183 milhões) usaram a malha aérea. Pelas rodovias, entraram 2,25 milhões de visitantes (34,15%). Outros 52,5 mil (0,8%) usaram navios (via marítima) e 97,1 mil turistas (1,4%) entraram no país pela via fluvial.

Para o ministro do Turismo Max Beltrão, o Brasil precisa adotar estratégias audaciosas para aumentar o número de turistas internacionais. "Temos defendido o reforço na promoção internacional, a modernização da Embratur e a abertura do país para o mercado global como forma de impulsionar o turismo internacional no nosso país", comenta, em nota enviada à imprensa.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários