Confira alguns mitos e verdades sobre o clareamento dos dentes

Será que deixar o sorriso mais claro pode causar sensibilidade nos dentes?

por Da redação com assessorias 21/03/2018 15:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Cada vez mais pessoas buscam ter um sorriso perfeito, branco como das celebridades, especialmente atores e atrizes de cinema. Com isso, os consultórios de dentistas ficam cheios de pacientes aguardando o clareamento dentário.

Esse método para deixar o sorriso branco, no entanto, ainda gera algumas dúvidas em muitos brasileiros.

Por isso, Ricardo Luiz Annibelli, membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, esclarece alguns mitos e verdades sobre o ato de clarear os dentes:

Qualquer pessoa pode fazer clareamento
Mito. O especialista alerta que o tratamento é contraindicado para pacientes gestantes, lactantes ou menores de 15 anos. Também deve ser evitado por quem sofre de doenças periodontais (na gengiva), de rizogênese incompleta (raiz do dente permanente não está formada) e pacientes com alergia aos peróxidos de carbamida e de hidrogênio, que são substâncias químicas presentes nos produtos utilizados para clarear os dentes.

Clareamento dental é só estético
Mito. Na maioria dos casos, sim. "Porém existem situações em que o procedimento é indicado para garantir um melhor resultado no tratamento dentário no que se refere ao aspecto visual dos dentes", diz o dentista. Ele cita como exemplo a colocação de coroa com pino de metal no paciente. Essa peça contém substratos muito escuros e, para minimizar a estética feia, é usado zircônia. "Com isso, recorremos ao clareamento dos outros dentes para que essa diferença na luminosidade passe despercebida".

Os dentes ficam mais sensíveis após o clareamento
Mito. Ricardo Annibelli diz que isso acontece apenas se o protocolo de dessensibilização, com o uso de nitrato de potássio e glu-hema, não for realizado antes do procedimento. "Isso é fundamental para fechar os canalículos dentinários e as trincas".

Alguns alimentos devem ser evitados apósm o clareamento
Verdade. Todos os alimentos e bebidas com corantes devem ser evitados ou ter consumo reduzido após o clareamento dental, para não prejudicar o resultado e prolongar o efeito do tratamento. O especialista cita como exemplo café, vinho tinto, chás em geral, refrigerantes, sucos industrializados e alimentos com condimentos pigmentantes.

Os dentes podem ficar brancos em apenas uma sessão
Mito. "Quando feito no consultório, os resultados já começam a aparecer em uma única sessão, diferente do clareamento caseiro que necessita de uso do kit clareador", comenta Ricardo. Depois de fazer o protocolo de dessensibilização dos dentes, o dentista aplica um gel clareador, com intervalo de sete dias entre uma sessão e outra. Em média, são realizadas duas sessões. O custo médio do tratamento no consultório é de cerca de R$ 1,2 mil, enquanto o caseiro custa até R$ 600.

Clareamento caseiro tem a mesma eficácia do realizado no consultório
Meia verdade. "Na minha opinião, o melhor método é o tratamento combinado, no qual o paciente recebe uma sessão de clareamento no consultório, sob o acompanhamento do cirurgião dentista. Paralelamente a isso, ele recebe uma moldeira pré-fabricada para fazer a aplicação caseira por duas horas de gel de peróxido de hidrogênio". Com isso, após sete dias, ele retorna ao consultório para uma nova avaliação e ver se há necessidade de repetir o procedimento.

Cremes dentais que prometem clareamento podem prejudicar o esmalte dos dentes
Verdade. O dentista esclarece que os produtos disponíveis, hoje, no mercado, contêm bicarbonato de sódio ou partículas abrasivas que desgastam a superfície do esmalte. "Por isso, clareiam. Então, é necessário estar atento às fórmulas. A ação de clareamento é bem pequena. A indústria prevê lançamentos para este ano e em 2019, que prometem um bom clareamento. Vamos aguardar para ver essas novidades", afirma o especialista.

Últimas notícias

Comentários