Pesquisa comprova benefício dos exercícios para a imunidade dos idosos

Praticar atividade física na terceira idade ajuda a fortalecer o sistema imunológico

por Vinícius Andrade 14/03/2018 09:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Os benefícios da atividade física para nossa saúde já foram comprovados por diversos estudos, mas, uma nova pesquisa evidencia outras vantagens dos exercícios. Cientistas da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluíram que as práticas esportivas provocam uma rápida recuperação do sistema imunológico dos idosos e, consequentemente, retardam os efeitos do envelhecimento.

Segundo a autora do estudo, Janet Lord, o "pai da Medicina" Hipócrates já havia dito no ano 400 a.C. que a atividade física é o melhor remédio para o homem. Só que esta mensagem foi perdida com o passar do tempo, tornando a sociedade cada vez mais sedentária.

"Porém, com nossas descobertas, 'cai por terra' a informação que diz que o envelhecimento provoca, de forma automática, uma fragilidade nas pessoas. Contamos com uma evidência contundente para alertar a população que realize exercício de forma regular ao longo de toda a vida", diz a pesquisadora britânica.

Metodologia

Para efetivar o estudo, os autores contaram com a participação de 125 ciclistas com idades entre 55 e 79 anos que pedalavam regularmente. Deste grupo, 84 homens conseguiam percorrer 100 km em menos de 6,5 horas, enquanto 41 mulheres pedalavam 60 km em menos de 5,5 horas. Todos os participantes eram considerados saudáveis.

Os autores compararam os resultados com outros 125 participantes também saudáveis, com idades entre 20 e 80 anos, mas que não realizavam atividade física regularmente. Os pesquisadores concluíram que o primeiro grupo não apresentou alterações no colesterol e não tiveram perda de massa muscular em decorrência da idade. Além disso, no caso dos homens, aqueles que praticavam exercício mantiveram níveis elevados de testosterona, diminuindo, assim, as probabilidades de uma
andropausa, que é conhecida também como a "menopausa masculina".

Os resultados também revelaram que o sistema imunológico dos ciclistas não havia envelhecido com o passar dos anos. A estimativa da Medicina é de que, a partir dos 20 anos de idade, o organismo perca até 3% da capacidade imunológica a cada ano. Por isso, as pessoas mais velhas costumam ficar doentes de forma mais frequente. Porém, o organismo dos atletas idosos produzia a mesma quantidade de linfócitos T, responsáveis pela defesa do organismo contra antígenos, em comparação com os jovens sedentários.

Últimas notícias

Comentários