Morte de garoto com diabetes reacende discussão sobre tratamentos alternativos

Menino americano teria sido tratado com ervas medicinais e morreu após entrar em coma

por Marcelo Fraga 12/03/2018 08:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Morte de garoto americano que tinha diabetes e teria trocado a insulina por ervas medicinais serve de alerta: apenas os médicos podem recomendar opções alternativas de tratamento (foto: Pixabay)
Em junho de 2017, o jornalista e apresentador Marcelo Rezende anunciou, nas redes sociais, que iria abandonar as sessões de quimioterapia e buscar um tratamento alternativo para tentar se curar de um grave câncer no pâncreas. Ele morreu quatro meses após o anúncio, em decorrência da doença. O fato gerou um grande debate a respeito da chamada medicina alternativa, que inclui a homeopatia, a fitoterapia e a alopatia, entre outras práticas.

Estes métodos são utilizados há muito tempo para tratar doenças, mas sua eficácia é constantemente questionada pela ciência. Agora, um caso ocorrido nos Estados Unidos amplia essa desconfiança. De acordo com o site da revista americana Neewsweek, um homem, de 83 anos, está sendo considerado culpado pela morte de um menino, de 13, após garantir que ele poderia tratar a diabetes tipo 1 que acometia o garoto, utilizando óleos de ervas ao invés de insulina. O caso foi registrado na cidade de Los Angeles, em 2014, porém, só agora foi revelado ao público.

Ainda segundo a Newsweek, o acusado, chamado Timothy Morrow, se considera um "herbalista" (especialista em ervas medicinais) e afirma que passou a oferecer tratamentos alternativos para curar doenças após, supostamente, ter se curado de um câncer de próstata utilizando os tais óleos naturais. Ele teria dito, ainda, que fez uso das substâncias porque "Deus o guiou para isso".

Devido a complicações do diabetes, o menino tratado por Morrow, identificado apenas como Edgar L., foi internado já em estado de coma, e morreu apenas 24 horas após dar entrada no hospital, em agosto de 2014, de acordo com a publicação americana. Timothy Morrow vai a julgamento no tribunal de Los Angeles no dia 27 de março e pode ser condenado a dois anos de prisão, segundo informa a Newsweek. "Nenhuma família deve ter que sofrer a tragédia de perder uma criança por causa de uma pessoa irresponsável que não possui licença, nem o treinamento adequado para a prática da Medicina", afirma Mike Feuer, promotor de justiça responsável pelo caso, em entrevista para a revista.

Marcelo Rezende

Um mês após a morte do jornalista da TV Record, e emissora exibiu uma reportagem revelando qual foi o tratamento alternativo a que ele teria se submetido. De acordo com a matéria televisiva, ele procurou orientação com o médico Lair Ribeiro, que, por sua vez, teria recomendado, ao ex-apresentador do programa Cidade Alerta, apenas uma dieta conhecida como citogênica, que é baseada em uma alimentação rica em gordura e com restrição de carboidratos.

Últimas notícias

Comentários