Infarto fulminante como do diretor do Atlético-MG, Bebeto de Freitas, pode dar sinais confusos

O problema grave no coração tem sintomas que se confundem com de outras doenças

por João Paulo Martins 13/03/2018 15:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação
Infarto fulminante como o do diretor do Atlético-MG, Bebeto de Freitas, pode apresentar sinais que se confundem com os de outras doenças, segundo o cardiologista (foto: Bruno Cantini/Atlético-MG/Divulgação)
O diretor de Administração e Controle do Atlético-MG, Bebeto de Freitas, de 68 anos, sofreu um infarto fulminante após participar de uma coletiva de imprensa na Cidade do Galo, na tarde desta terça, dia 13 de março. Ele tinha acabado de anunciar a nova parceria entre o clube e a empresa de transportes Sada para criação de uma equipe de futebol americano que leva o nome do Atlético. O diretor sentiu um mal estar e, apesar de ter sido atendido por equipes de emergência, não resistiu e acabou falecendo. Mas, afinal, como saber se a pessoa está prestes a sofrer um infarto?

Segundo o cardiologista Marcelo Cantarelli, o coração costuma dar sinais de que algo não está bem. "Normalmente, entre uma ou até duas semanas antes do evento a pessoa apresenta alguns sintomas nos quais não presta muita atenção, pois são passageiros, como uma leve angina. É muito comum indivíduos sentirem dor no estômago, sensação de enjoo e mal-estar antes do infarto. Nesses casos, a pessoa às vezes até vai ao pronto-socorro e é medicada, mas dificilmente associará esses sintomas a um infarto, que pode ocorrer alguns dias depois. Portanto, a dica é ficar atento, pois se a pessoa sentir algo diferente, que nunca sentiu antes, talvez seja necessário investigar", esclarece o especialista em entrevista para o portal do também médico Drauzio Varella.

O cardiologista explica ainda que o termo "fulminante" diz respeito ao infarto agudo do miocárdio, e ocorre quando a vítima não consegue atendimento rápido e acaba morrendo antes de chegar ao hospital. "Nesses casos, há uma obstrução no início da coronária, na região do tronco onde nascem as artérias. Imagine as artérias como galhos de uma árvore. Se cortamos a raiz, o estrago será enorme e a árvore poderá morrer", afirma Cantarelli.

O médico lembra que, como o coração está localizado numa posição central dentro do corpo humano, durante o infarto as sensações costumam ser variadas e "confusas". "A dor pode irradiar para o braço ou para o pescoço. Outro fator é que o cérebro pode decodificar a dor como se ela viesse de outro órgão cuja inervação passe próxima ao coração", alerta o especialista.

Pelo Twitter, rede social em que é bastante ativo, o prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, publicou uma mensagem em homenagem ao amigo Bebeto de Freitas. "Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado. Por isso gostava de estar perto de você. Encontramos mais tarde, Bebeto", diz Kalil.

O diretor do Galo já teve duas passagens anteriores pelo clube, em 1999 e em 2001, durante a presidência de Nélio Brant. Na época, Kalil era diretor do futebol do Atlético. Com Bebeto de Freitas, o clube chegou a ser campeão da Liga Nacional de Futsal em 1999.

Últimas notícias

Comentários