Obras do Mercado das Flores no centro de Belo Horizonte estão paralisadas

Segundo a prefeitura, foi necessário rever a planilha de custos da reforma

por Rafael Campos 14/03/2018 12:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Flickr/PBH/Antônio Rodrigues/Reprodução
Prefeitura de Belo Horizonte interrompe as obras de restauração do Centro de Atendimento ao Turista, no centro da cidade, por mudanças no custo da intervenção (foto: Flickr/PBH/Antônio Rodrigues/Reprodução)
As obras do Mercado das Flores, que fica na esquina da avenida Afonso Pena com a rua da Bahia, no centro de Belo Horizonte, estão paradas. As intervenções começaram em setembro de 2017 e a conclusão estava prevista para dezembro do mesmo ano. No lugar também funciona o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) da Belotur.

Em nota enviada à Encontro, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), informa que a pausa foi necessária para "revisão de planilha orçamentária e inclusão de itens não previstos inicialmente". Um dos motivos, segundo a PBH, seriam os "atos de vandalismo" que o espaço teria sofrido durante o Carnaval de 2018.

Dentre os trabalhos realizados até agora no espaço da Belotur, já foram feitas a recomposição das calçadas; pintura; colocação de canaletas; serviço de marcenaria; e construção de banheiro acessível. O valor inicial do empreendimento, conforme a administração municipal, é de R$ 394 mil, com financiamento da Caixa Econômica Federal.

O Mercado das Flores foi construído na década de 1920 para abrigar a Agência de Bondes de Belo Horizonte. Os bondes, movidos à energia elétrica, eram os meios de transportes coletivos da época, mas foram desativados em 1963. Anos depois, alguns comerciantes ocuparam o local e começaram a comercializar flores – daí o nome atual do Centro de Atendimento ao Turista.

Últimas notícias

Comentários