Vacinar antes dos 19 anos é a única forma de prevenir a parotidite

Doença conhecida como caxumba afetou o apresentador Geraldo Luís

por Marcelo Fraga 15/03/2018 08:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/geraldobalanca/Reprodução
O apresentador Geraldo Luís foi vítima da parotidite, mais conhecida como caxumba. A vacinação antes dos 19 anos é a única forma de prevenção da doença altamente contagiosa (foto: Instagram/geraldobalanca/Reprodução)
No dia 4 de março, o apresentador Geraldo Luís, da Rede Record, assustou seus mais de 3,2 milhões de seguidores no Instagram ao publicar uma foto em que aparece com uma máscara cirúrgica e as laterais do rosto extremamente inchadas. Na legenda do post, ele explica para os fãs que foi diagnosticado com uma doença infecciosa chamada parotidite. "Estou com parotidite, uma inflamação das glândulas [parótidas]. Doença viral e, agora, tenho que ficar em absoluto repouso junto ao medicamento [sic]", escreve o apresentador do programa Domingo Show.

Talvez você nunca tenha ouvido falar nessa doença, mas, observe esta outra parte do texto publicado por Geraldo Luís: "Caxumba depois de velho? Mas, vamos lá. Tenho que ficar isolado para não passar para as pessoas". Não, o apresentador não se confundiu. Caxumba é o nome popular da doença conhecida como parotidite infecciosa.

Segundo o site do Ministério da Saúde, essa enfermidade é causada por um vírus e seu principal sintoma é o inchaço da glândula parótida, responsável pela saliva e localizada nas laterais do rosto. Assim como a gripe, a doença é transmitida pelo ar, por meio de gotículas que saem do corpo da pessoa infectada ao falar ou espirrar, ou mesmo pelo contato direto com a saliva do doente – por isso Geraldo Luís estava usando a máscara, para não contaminar outras pessoas.

Outra informação importante é que as crianças são as mais afetadas pela doença, mas, ela é mais grave em adultos, segundo a informação publicada pelo ministério.

Tratamento

A partir do momento em que uma pessoa é diagnosticada com parotidite, o tratamento corresponde a repouso e uso de analgésicos, conforme o Ministério da Saúde. A observação médica é importante após o diagnóstico porque a doença pode afetar outros órgaos. Em alguns casos, nos homens, pdoe ocorrer uma inflamação aguda dos testículos, o que, em raras ocasiões, leva à impotência sexual ou esterilidade. Já no caso das mulheres, os ovários também podem ficar inflamados, causando complicações.

Vacina

Felizmente, existe vacina para a doença que acometeu o apresentador Geraldo Luís. Porém, ela deve ser tomada até os 19 anos para que seja eficaz. Segundo o Calendário Nacional de Vacinação, do Ministério da Saúde, todas as crianças devem ser vacinadas com a tríplice viral quando completam 12 meses de vida. Este imunizante, além de proteger da parotidite infecciosa, também ajuda a prevenir contra o sarampo e a rubéola. Uma segunda dose da vacina deve ser aplicada três meses depois.

O ministério alerta, ainda, que 85% dos adultos, que não foram vacinados até a idade limite, podem desenvolver a doença. Porém, em um terço dessas pessoas, a parotidite não apresentará sintomas.

Últimas notícias

Comentários