Divulgado vídeo do acidente com o carro autônomo do Uber nos Estados Unidos

A gravação mostra a falha tanto do veículo quanto do motorista auxiliar

por João Paulo Martins 22/03/2018 09:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/ABC15 Arizona/Reprodução
A câmera interna do veículo autônomo do Uber mostra que o motorista não estava olhando para frente quando o carro atingiu a ciclista de 49 anos em Tempe, no Arizona (EUA) (foto: YouTube/ABC15 Arizona/Reprodução)
A polícia da cidade de Tempe, no Arizona, Estados Unidos, divulgou as imagens das câmeras do SUV automático do aplicativo Uber que foi responsável pelo atropelamento fatal de uma mulher de 49 anos que atravessava a rua fora da faixa de pedestre, empurrando uma bicicleta. A informação é da rede de TV local ABC 15.

Nas imagens gravadas pelo veículo é possível ver que, por meio da câmera frontal, devido à baixa luminosidade do local do acidente, os farois do carro autônomo só iluminaram Elaine Herzberg pouco tempo antes de ela ser atingida. Como estava atravessando fora da faixa e usando uma blusa preta, acabou sendo "camuflada" pelas áreas sem iluminação.

Na segunda parte do vídeo, a câmera interna focada no condutor auxiliar – todos os testes de veículos autônomos exigem a presença de um motorista –, mostra que ele estava com a atenção voltada para baixo, para dentro do carro, e não para a via pública. Parece até que estava descansando com os olhos fechados. Tanto é que o motorista se assustou quando percebeu que haveria o choque e o atropelamento, não tendo tempo de reagir.

Antes da divulgação da gravação, segundo a ABC 15, a polícia de Tempe havia sugerido que o aciente não teria sido causado por possíveis falhas no sistema automatizado do automóvel.

Agora, a delegada responsável pelo caso afirma que nem as câmeras do carro testado pelo Uber e nem o motorista que serve de suporte notaram a presença da mulher e da bicicleta antes da colisão. O veículo, que é equipado com duas câmeras, não tentou frear e estava numa velocidade de 64 km/h, bem acima do permitido no local do atropelamento, que é de 56 km/h.

Algumas empresas dos Estados Unidos, incluindo o app Uber e o Google, estão realizando vários testes com carros autônomos. Mas, o principal problema na utilização desse tipo de transporte é saber quem será responsável por possíveis falhas do modo automatizado, em caso de acidente sem motorista auxiliar.

Os desenvolvedores dos veículos já anunciaram que não pretendem assumir essa reponsabilidade.

Assista, abaixo, à gravação que mostra a colisão em Tempe (EUA):


(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários