Saiba como Bela Gil faz para os filhos ficarem longe de doces e refrigerantes

A apresentadora 'natureba' afirma que não é preciso criar uma 'ditadura' em casa

por Marina Dias 04/04/2018 11:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/belagil/Reprodução
A apresentadora e chef Bela Gil diz que educa seus filhos Flor, de 9 anos, e Nino, de quase 2, a não consumirem guloseimas, mas que não transforma isso numa "neurose" (foto: Instagram/belagil/Reprodução)
A introdução alimentar dos filhos pequenos e a proposta de manter uma alimentação saudável ao longo dos anos é um desafio para muitos pais. A chef de cozinha natural e apresentadora Bela Gil, do programa Bela Cozinha, do canal GNT, não é exceção. Conhecida por suas receitas "naturebas", inspiradas em diversas filosofias, como veganismo, medicina ayurverda e macrobiótica, ela também tem suas dúvidas e eventuais saias-justas quando se trata da relação entre os filhos e a comida.

Em Belo Horizonte para o lançamento de seu quarto livro, intitulado Bela Maternidade, da editora Sextante, a filha de Gilberto Gil conversou com a Encontro sobre os desafios da maternidade e da alimentação. Mãe de Flor, de 9 anos, e Nino, de quase 2 anos, ela conta que criou ambos, desde o nascimento, como vegetarianos, pois, em sua casa, não entra carne vermelha. Contudo, sua primogênita já não é mais adepta da proposta. "Quando tinha 3 anos, ela estava almoçando no colo do meu irmão, que estava comendo uma costelinha de porco. A Flor devorou a costelinha. Então, falei: 'essa menina não pode ser vegetariana de jeito nenhum'", conta Bela Gil. "Por mais que você tenha uma filosofia, um dever político com suas práticas, também tem que entender quem é seu filho", completa a apresentadora do GNT. Por enquanto, seu caçula ainda não experimentou carne de boi. "Ele comeu peixe com minha mãe, quando estávamos na Bahia, mas só", afirma.

Para Bela, o importante é que a rotina seja pautada por uma alimentação saudável e que se preocupe com o que é oferecido no dia a dia para os pequenos. Alguns eventos pontuais são inevitáveis, "sem neuras". Ela cita, por exemplo, que Flor provou pirulito apenas uma vez. "Foi um dia que eu estava viajando e pedi à madrinha que a levasse ao médico. Ela deu um pirulito para a Flor depois da consulta", revela. "São ocasiões tão raras! E uma vez que o filho não está conosco o tempo inteiro, precisamos ser muito mais flexíveis, senão viramos aquelas mães 'neuróticas'", conta a escritora baiana.

Ainda assim, Bela Gil tem conseguido o que muitos pais chamariam de proeza: sua filha mais velha ainda não provou refrigerante. Como conseguiu? Segundo a chef, fazendo a pequena entender que "refri" não é alimento, não traz benefícios para a vida e não é "coisa de criança". Mas, o que ajuda, ressalta a apresentadora, é o fato de que amigos e familiares mais próximos não são fãs da bebida rica em açúcar. "Se a criança tiver exemplos de outras crianças, porque só com adulto não funciona, ela vai se sentir mais confortável e feliz de não tomar também", comenta Bela.

Últimas notícias

Comentários