Cientistas descobrem que corrente do Golfo, no Atlântico, está mais fraca

Essa corrente é responsável por aquecer os mares do oeste da Europa

por Encontro Digital 17/04/2018 11:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Cientistas da Universidade College de Londres, na Inglaterra, descobriram que a corrente marítima do Golfo, que sai do México em direção a várias partes do mundo, incluindo a Europa, diminuiu significativamente, atingindo o menor nível nos últimos 1,6 mil anos. Segundo os pesquisadores, esse resfriamento se deve às mudanaçs climáticas e pode provocar invernos rigorosos na Europa Ocidental, aumento acelerado do nível do mar e enfraquecimento das chuvas tropicais. As informações foram divulgadas pelo jornal inglês The Guardian.

A corrente do Golfo é a mais potente, rápida e quente do oceano Atlântico e tem origem no Golfo do México, saindo pelo estreito da Flórida e seguindo a costa leste dos Estados Unidos até alcançar a Europa. Ela inclui um sistema de correntes quentes do sul para o norte nas camadas superiores do oceano, e águas profundas mais frias, que fluem na direção oposta. O aquecimento global estaria impedindo o resfriamento da água e causando o derretimento do gelo no Ártico, o que significa que grandes volumes de água doce entram no oceano.

Os cientistas analisaram os depósitos marítimos no cabo Hatteras, que fica no estado da Carolina do Norte (EUA), que está situado entre a corrente quente do Golfo e a corrente fria do Labrador, no nordeste do Canadá. Por conta das mudanças no Atlântico, estãos endo formados vórtices e bancos de areia perigosos para os navios. Pelo tamanho dos grãos de areia datados pelos cientistas da Universidade College de Londres, pode-se julgar a força das correntes de um período determinado.

O problema é que o estudo concluiu que a velocidade de circulação meridional do Atlântico atingiu um recorde de lentidão que nãoe ra vista nos últimos 1,5 mil anos, tornando-se 15% mais fraca. Começou a diminuir depois do final do pequeno período glacial nos séculos XIV e XIX. Essa tendência continuou devido ao aquecimento global.

Os pesquisadores também chegaram à conclusão de que a corrente do Golfo se tornará ainda mais fraca, já que a atmosfera da Terra continua sendo aquecida devido à queima de grandes volumes de combustíveis fósseis pelo homem.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários