Produção de petróleo nos campos do pré-sal batem novo recorde

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, foram produzidos 1,763 milhão de barris por dia em fevereiro

por Encontro Digital 02/04/2018 14:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou nesta segunda, dia 2 de abril, no Rio de Janeiro, que a produção de petróleo e gás natural nos campos do pré-sal totalizou 1,763 milhão de barris de óleo equivalente por dia, em fevereiro, o que representa um crescimento de 2,3% em relação a janeiro e atingindo um novo recorde na região.

Os dados indicam que a produção dos campos do pré-sal já responde por mais da metade de todo o petróleo e gás natural extraídos nas bacias sedimentares do país –  com 53,3% da produção nacional.

Segundo a ANP, a produção de petróleo atingiu 1,408 milhão de barris por dia, além dos 56 milhões de m³ diários de gás natural produzidos em 83 poços. O recorde anterior de produção nos campos do pré-sal era de 1,723 milhão de óleo equivalente (petróleo e gás natural, resultado obtido em janeiro deste ano).

O levantamento divulgado pela ANP indica que a produção de petróleo nos campos nacionais somou em fevereiro 2,617 milhões de barris de óleo equivalente por dia, um aumento de 0,1% na comparação com janeiro, mas uma queda de 2,2%, se comparada com fevereiro de 2017.

Já a produção de gás natural totalizou 110 milhões de m³ por dia. Houve uma queda de 2,3% na comparação com o mês anterior, mas neste caso um aumento de 3%, se comparado com o mesmo mês de 2017.

Ainda conforme o estudo da ANP, o país vem queimando cada vez menos gás natural e consequentemente aumentando o aproveitamento do produto no mercado interno e também o volume disponibilizado.

Os números mostram, também, que o aproveitamento de gás natural no Brasil em fevereiro alcançou 96,7% do volume total produzido, tendo sido disponibilizados ao mercado 60,5 milhões de m³ por dia.

A queima de gás somou 3,6 milhões de m³ por dia, uma redução de 10,5% se comparada a janeiro e de 9% em relação ao mesmo mês em 2017.

Campos produtores

O campo de Lula, na Bacia de Santos, continua sendo o de maior produção de petróleo e gás natural do país, com uma média de 850 mil barris de petróleo por dia e outros 36,2 milhões de m³ diários de gás.

Ainda no Campo de Lula, a plataforma Cidade de Saquarema foi a instalação com maior produção de petróleo, tendo extraído em fevereiro 150,3 mil barris de óleo por dia por meio de sete poços a ela interligados.

Os campos marítimos responderam por 95,5% do petróleo produzido e por 83,5% do gás natural. A produção nacional se deu a partir de 7.698 poços, sendo 704 marítimos e 6.994 terrestres. Já os campos operados pela Petrobras produziram 93,9% de todo o petróleo e gás natural extraído nos campos nacionais.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários