Youtuber que deu biscoito com pasta de dente para mendigo está sendo processado

O jovem espanhol fez uma 'pegadinha' que não agradou o Ministério Público da Espanha

por João Paulo Martins 17/04/2018 14:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/ReSet GAMER/Reprodução
O youtuber Kanghua Ren, de 20 anos, está sendo processado pelo Ministério Público da Espanha por ter dado biscoito com pasta de dente para um mendigo em Barcelona (foto: YouTube/ReSet GAMER/Reprodução)
Mais um youtuber vira notícia em todo o mundo por ter feito algo erado. Desta vez, o jovem Kanghua Ren, de 20 anos, que mora em Barcelona, na Espanha, gravou e divulgou um vídeo no YouTube (já foi apagado), em janeiro deste ano, no qual substitui o recheio de um pacote de biscoitos da marca Oreo por pasta de dente para, em seguida, oferecer a "guloseima" a um mendigo que estava na rua. Segundo matéria publicada pelo jornal espanhol El País, a vítima da "brincadeira" foi um imigrante romeno de 52 anos, que vive na rua perto da casa do jovem youtuber. Depois da repercussão das imagens, o Ministério Público (MP) da Espanha decidiu intervir e está acusando Ren de crime contra a integridade física e moral e pretende que o jovem pague uma indenização de 30 mil euros (cerca de R$ 126,6 mil) por danos morais.

O jovem espanhol possui dois canais no YouTube, mas a gravação da "pegadinha" foi publicada no principal deles, intitulado Reset Gamer, que possui mais de 1,2 milhão de seguidores. O El País estima que o vídeo, que alcançou milhares de visualizações, tenha dado uma "receita" de 2.180 euros (cerca de R$ 9,1 mil) para Kanghua Ren. Apesar de publicar muitas gameplays de jogos, o canal ReSet também traz análises de produtos e as chamadas "tags", ou brincadeiras, que terminam com um desafio, cumprido por quem perde.

Depois da repercussão negativa e da polêmica, que levou à intervenção do MP, Ren tentou "limpar" sua imagem, apagando o famigerado vídeo e fazendo um novo, no qual teria ficado duas noites na rua para se "solidarizar" com os mendigos que vivem em Barcelona. Mas, de acordo com o El País, o processo iniciado contra o rapaz traz outros casos em que ele "pregou  'peças' contra pessoas indefesas e vulneráveis". Em 2017, por exemplo, Ren chegou a tentar oferecer cocô de gato para crianças e idosos.

O caso da Espanha lembra outro escândalo mundial vinculado ao YouTube. Em dezembro de 2017, o vlogger (vlogueiro) americano Logan Paul, de 22 anos, durante uma viagem ao Japão, fez um vídeo na famosa e misteriosa floresta de Aokigahara, conhecida mundialmente por ser um destino muito escolhido por suicidas. Logan estava justamente tratando do assunto na gravação, quando se deparou com o corpo de uma pessoa que havia se enforcado. As imagens chocaram os internautas e o youtuber logo retirou o vídeo do ar. Além disso, ele publicou um pedido de desculpas. Mais tarde, a própria plataforma de vídeos do Google veio a público dar esclarecimentos sobre esse tipo de conteúdo, que foi condenado pelo YouTube, claro.

Abaixo, um vídeo que traz a "brincadeira" do jovem espanhol Kanghua Ren:

Últimas notícias

Comentários