Anvisa encontra problema em dois produtos de beleza

A agência proibiu a venda de cosméticos usados no cabelo e na pele

por Encontro Digital 23/05/2018 11:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Mercado Livre/Reprodução
A Anvisa proibiu a comercialização dos cosméticos Agerivka Rivka e In Gel Maxx Forever Liss Professional (foto: Mercado Livre/Reprodução)
Em publicação feita no Diário Oficial da União (DOU), na segunda, dia 21 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu dois produtos cosméticos usados na pele e no cabelo, que apresentaram problemas na fórmula. Um deles é o Agerivka Rivka, que apresentou composição diferente da que foi notificada para a agência e o outro, o In Gel Maxx Forever Liss Professional, que foi reprovado por conter formol nos dois lotes avaliadoas pela Anvisa.

Segundo a Vigilância Sanitária, o cosmético Agerivka Rivka, fabricado pela empresa Hadassah Cosméticos Ltda., apresentou fórmula distinta da notificada à Anvisa por meio de formulário eletrônico. O produto é comercializado como auxiliar na prevenção de feridas e ulcerações na pele, supostamente mantendo a integridade do órgão. "Com a decisão fica suspensa a fabricação, a comercialização e o uso do produto", informa a Anvisa.

Também foram suspensos os lotes 161130013 e 170217006 do produto In Gel Maxx Forever Liss, fabricado pela empresa ITC Cosméticos Ltda.. O produto usados nos cabelos foi reprovado no ensaio de pesquisa de formol feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Pernambuco. Com isso, a Anvisa determinou a suspensão da distribuição, comercialização e o uso desses lotes.

(com portal da Anvisa)

Últimas notícias

Comentários