Mascar chiclete e caminhar ao mesmo tempo pode ajudar na perda de peso

Essa comprovação foi feita por cientistas japoneses

por João Paulo Martins 29/05/2018 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Quem não tem o sonho de perder peso de forma mais rápida, sem necessidade de passar horas na academia, toda semana? Que tal "apenas" mascar chiclete enquanto caminha? Um estudo japonês publicado no periódico científico The Journal of Physical Therapy Science, no sábado, dia 26 de maio, descobriu que o batimento cardíaco de 46 voluntários, com idades variando de 21 a 69 anos, aumentava exponencialmente quando eles mastigavam goma de mascar enquanto caminhavam.

Os resultados também foram apresentados no Congresso Europeu Sobre a Obesidade, realizado entre os dias 23 e 25 de maio na cidade de Viena, na Áustria. Segundo os pesqusiadores japoneses, "combinar exercício físico e a mastigação de chiclete pode ser uma maneira eficaz de perder peso". Essa mistura seria ainda mais eficaz em países como o Japão, em que caminhar é "o 'meio de transporte' mais utilizado" pela população.

Estudos anteriores já haviam descoberto que a goma de mascar é capaz de aumentar o gasto de energia em pessoas que a mastigam paradas. Mas, agora, o estudo japonês foi capaz de associar os efeitos da perda calórica também no público que caminha enquanto mastiga.

De acordo com a pesquisa, os resultados foram ainda melhores nos voluntários do sexo masculino que tinham mais de 40 anos, já que foram capazes de dar mais passos e, consequentemente, gastar mais energia.

Todas as pessoas analisadas completaram dois testes de caminhada, cada um com 15 minutos de duração. Em um deles, mastigaram dois pacotes de chicletes que tinham três quilocalorias cada. No outro grupo, para efeito de comparação, eles caminharam após ingerir um pó contendo os mesmos ingredientes e calorias.

Embora não tenha sido avaliada a fundo a conexão entre a mastigação e a caminhada, os especialistas japoneses acreditam que a razão por trás dos resultados é a "sincronização cardio-locomotora", um fenômeno natural em que os batimentos cardíacos passam a ter um ritmo equivalente a algum movimento repetitivo, no caso, o mastigar do chiclete.

Últimas notícias

Comentários