Projeto de busca de vida alienígena criado por Stephen Hawking já encontrou 15 sinais 'extraterrestres'

Só em 2018, o Breakthrough Initiatives passou 1,5 mil horas vasculhando o espaço

por João Paulo Martins 10/05/2018 16:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Fundado em 2015 pelos milionários e empreendedores russos Yuri e Julia Milner, pelo criador do Facebook, Mark Zuckerberg, e pelo físico britânico Stephen Hawking, ao custo de US$ 100 milhões (cerca de R$ 356 milhões), o projeto intitulado Breakthrough Initiatives busca vida inteligente fora da Terra. Agora, em maio de 2018, os astrônomos que participam da iniciativa avisam que, só este ano, foram gastas 1,5 mil horas de rastreamento de sinais de vida extraterrestre em nossa galáxia.

"Agora, temos uma oportunidade de 'peneirar' um grande número de dados e buscar vestígios de civilizações extraterrestres. Esperamos que sejamos capaz de provar que nosso planeta Terra não é o único mundo na Via Láctea que abriga vida inteligente", declara Danny Price, chefe do projeto, em comunicado enviado à imprensa.

Desde a abertura do projeto em 2015, foram observadas mais de 700 estrelas e os pesquisadores conseguiram detectar ao menos 15 sinais provenientes de uma galáxia anã que, provavelmente, podem ser considerados alienígenas. No entanto, eles afirmam que ainda não é possível confirmar essa informação.

Atualmente, o projeto Breakthrough Initiatives ganhou mais fôlego devido à modernização do observatório Parkes, que fica na Austrália, e que passou a ser capaz de gravar simultaneamente sinais de rádio provenientes de milhões de corpos celestes e também distingui-los.

Os cientistas explicam que o grande desafio do projeto é conseguir separar os sinais supostamente extraterrestres da interferência de frequência de rádio (RFI), gerada pelo homem, por meio de equipamentos como satélites, aviões, telefones celulares e similares.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários