Como reconhecer uma gravidez de risco, como seria o caso da Sabrina Sato?

Especialista esclarece os fatores que causam risco à gestação

por Marcelo Fraga 04/05/2018 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/sabrinasato/Reprodução
Sabrina Sato, de 37 anos, acaba de anunciar que está grávida de seu primeiro filho, mas o que chamou a atenção é que sua mãe disse que a gestação seria de risco (foto: Instagram/sabrinasato/Reprodução)
Aos 37 anos, a apresentadora paulista Sabrina Sato anunciou, na segunda, dia 30 de abril, que estava grávida de seu primeiro filho – fruto do relacionamento com o ator Duda Nagle, de 34. O que chamou a atenção do público, no entanto, foi uma entrevista concedida por sua mãe, a youtuber e empresária Kika Sato Rahal, horas depois do anúncio feito pela filha. Ela afirmou ao portal Uol que a gravidez de Sabrina seria considerada de risco.

Como a "dona Kika" não especificou o suposto perigo relativo à gravidez da apresentadora da Rede Record, muitas especulações surgiram, sobretudo entre os seguidores de Sabrina Sato nas redes sociais. O principal motivo levantado pelo público para a suposta gravidez de risco seria a idade da "japonesa". Mas, até que ponto uma gestação após os 30 anos representa uma ameça para a mulher?

De acordo com o obstetra Carlos Henrique Mascarenhas, do hospital Mater Dei, de Belo Horizonte (BH), e presidente da Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), no caso da gestação de Sabrina Sato, a idade não é considerada um fator de risco. "Só há influência deste quesito em mulheres que engravidam no período pós-menopausa, ou seja, em idades mais avançadas, quando já pararam de menstruar e retornaram a ovular", comenta o médico. Segundo ele, nessa fase, a mulher está mais propensa a desenvolver patologias que podem afetar sua saúde e, consequentemente, a do bebê em formação.

Para as mulheres que possuem o período ovulatório regular, ou seja, ainda não chegaram à menopausa, a gravidez pode ser de risco somente se a gestante for vítima de algum problema de saúde crônico, como hipertensão e diabetes, ou doenças autoimunes, como o lupus, explica o o presidente da Sogimig. Outro ponto importante é saber se a mulher sofre de endometriose, que é a inflamação do endométrio, tecido que reveste a parede interna do útero. Este problema interfere na fertilidade e pode atrapalhar a gestação – muitas celebridades tiveram a doença mas conseguiram ter filhos, como as atrizes Malu Mader e Adriana Esteves.

Em relação à Sabrina Sato, chama a a tenção o fato de ela ser conhecida como uma espécie de "musa fitness": pratica exercícios regularmente e mantém uma alimentação bastante regrada. Ainda assim, Carlos Mascarenhas esclarece que o estilo de vida de uma mulher que está grávida ou que pretende engravidar não interfere na gestação, exceto quando há uma doença pregressa ou se a pessoa fuma ou bebe.

Pós-parto

Em gestações consideradas de risco, o obstetra reforça que o pré-natal deve ser feito de uma forma diferente do habitual. "Neste caso, é necessário o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, que pode ser formada por profissionais de endocrinologia, psiquiatria ou neurologia e, até mesmo, um nefrologia, entre outras especialidades médicas, dependendo do estado de saúde e do desenvolvimento do feto", explica o presidente da Sogimig.

Últimas notícias

Comentários