Publicidade

Estado de Minas CIêNCIA

Vacina contra a gripe e Viagra ajudam a tratar o câncer

Estudo mostra que a associação dos dois remédios ajuda a evitar metástase após retirada do tumor


postado em 18/05/2018 13:30 / atualizado em 18/05/2018 14:08

Um estudo canadense descobriu que a associação da vacina contra gripe com remédio para disfunção erétil pode ajudar a evitar metástase em pacientes que retiraram o tumor(foto: Pixabay)
Um estudo canadense descobriu que a associação da vacina contra gripe com remédio para disfunção erétil pode ajudar a evitar metástase em pacientes que retiraram o tumor (foto: Pixabay)
A combinação inusitada entre a vacina contra a gripe e medicamentos para a disfunção erétil, como Viagra e Cialis, poderia ajudar o sistema imunológico a combater células cancerígenas e evitar metástase (propagação do câncer). Esse é o resultado de um estudo realizado com cobaias e que foi publicado na revista científica OncoImmunology.

"A cirurgia é muito eficaz na remoção de tumores sólidos. No entanto, agora, estamos percebendo que, tragicamente, a cirurgia também pode atrapalhar o sistema imunológico, tornando mais fácil para qualquer célula cancerígena remanescente persistir e se espalhar para outros órgãos", comenta a oncologista Rebecca Auer, do Hospital de Ottawa, no Canadá, principal autora da pesquisa, no artigo recém-publicado.

A especialista, que também é professora associada da Universidade de Ottawa, afirma que as novas descobertas sugerem que a combinação de medicamentos para disfunção erétil e a vacina contra a gripe pode impedir que essas células cancerígenas persistam, impedindo que o tumor retorne após a cirurgia.

Os pesquisadores usaram camundongos modificados geneticamente para sofrerem metástase após a cirurgia de retirada do tumor. Além disso, eles testaram os efeitos do Citrato de sildenafila (Viagra), tadalafila (Cialis) e uma vacina inativada contra influenza (Agriflu) nas cobaias.

Os resultados mostraram que os remédios para impotência ajudaram a reverter a supressão do sistema imunológico ao reativar as células que ajudam no combate ao câncer, mas foram bloqueadas pelas células cancerígenas após a cirurgia. A vacina também reduziu a metástase pós-cirurgia estimulando o sistema imune.

"Estamos muito entusiasmados com a pesquisa porque sugere que duas terapias seguras e relativamente baratas podem resolver um grande problema do câncer. Se confirmado em ensaios clínicos [em humanos], pode se tornar o primeiro tratamento para resolver os problemas imunológicos causados %u200B%u200Bpela cirurgia de retirada de câncer", afirma Rebecca Auer.

Embora a vacina contra a gripe e os medicamentos para disfunção erétil sejam facilmente encontrados no mercado, a especialista alerta que os pacientes com câncer não devem se automedicar, mas sim, procurar o conselho de um oncologista.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade