Publicidade

Estado de Minas SAúDE

Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada

Idosos, gestantes e demais integrantes do público-alvo poderão receber a vacina até dia 15 de junho


postado em 01/06/2018 11:30 / atualizado em 01/06/2018 11:23

(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação)
(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação)
O Ministério da Saúde anunciou na quarta, dia 29 de maio, que a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe foi prorrogada até o dia 15 de junho. A decisão foi motivada pelos efeitos da paralisação dos caminhoneiros no atendimento em saúde. Inicialmente, o fim da campanha estava previsto para esta sexta, dia 1º de junho.

De acordo com os últimos dados do ministério, a campanha imunizou 35,6 milhões de pessoas, o que equivale a 66% do público-alvo. Para atingir a meta de imunizar 54,4 milhões de pessoas, o governo espera, com a prorrogação da campanha, vacinar os 18,8 milhões de brasileiros e brasileiras que ainda não receberam a dose da vacina.

No recorte por estados, os que mais se aproximaram da meta estabelecida foram Goiás (99,8%), seguido do Amapá (91%), Ceará (84%), Distrito Federal (78,5%) e Espírito Santo (77,4%). Por outro lado, os estados com menor cobertura da vacina são Roraima (32,5%), Rio de Janeiro (47,6%), Rondônia (51,3%), Amazonas (51,9%) e Acre (52%).

O público-alvo da campanha inclui idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A vacina contra o vírus Influenza é trivalente e imuniza contra três subtipos do micro-organismo (H1N1, H3N2 e vírus influenza B).

BH

Este ano a população de Belo Horizonte a ser vacinada é de 815.847 pessoas. Até o dia 25 de maio, 588.553 belo-horizontinos receberam a vacina, o que representa 72% do público prioritário, sendo que a meta da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) é imunizar 90% do público-alvo.

O imunizante está disponível dos 152 centros de saúde da capital mineira.

O grupo com a menor adesão à campanha na cidade é o formado pelas crianças entre 6 meses e 4 anos, que têm 47,4% de cobertura vacinal. Outro grupo com baixa procura é o formado pelas gestantes, com 53,6%.

Mortes

De acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde, foram registrados 2.088 casos de gripe em todo país e 335 pessoas morreram em decorrência da doença. O tipo mais grave de gripe foi o H1N1, com 218 óbitos e 1.262 casos. Das pessoas que faleceram, 70% possuíam ao menos algum fator de risco, como idosos com mais de 60 anos cardiopatas, pneumopatas e com diabetes millitus.

(com Agência Brasil e portal da PBH)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade