Cármen Lúcia volta a ser presidente provisória do Brasil

A ministra do STF ocupa o cargo pela segunda vez este ano

por Encontro Digital 18/06/2018 10:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Agência Brasil/Divulgação
(foto: Agência Brasil/Divulgação)
Com a ida do presidente Michel Temer para o Paraguai, nesta segunda, dia 18 de junho, para participar da reunião de Cúpula do Mercosul, o cargo máximo no comando do Brasil foi entregue, de novo, à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Mas, essa presidência só vai durar até o início da noite.

Como presidente, Cármen Lúcia tem uma agenda de audiências com ministros, embaixadores e um governador.

É a segunda vez que a mineira de Montes Claros assume a presidência da república nesse período pré-eleitoral. A primeira foi em abril, quando ocupou o posto durante a viagem de Michel Temer ao Peru, para a 8ª Cúpula das Américas.

Como o cargo de vice-presidente está vago, o primeiro da linha sucessória para assumir o comando do país é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), seguido do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Pela legislação eleitoral os dois poderiam se tornar inelegíveis para alguns cargos caso ocupem o comando no executivo nos seis meses que antecedem as eleições. Eles têm então optado por agendar compromissos fora do país quando o presidente Temer faz viagens internacionais.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários