Gastos de brasileiros no exterior segue em alta, mas em ritmo menor

Alta do dólar teria dado uma 'freada' no consumo dos turistas brasileiros

por Encontro Digital 25/06/2018 15:47

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Os gastos de brasileiros em viagens ao exterior seguem em crescimento, mas em ritmo menor de expansão, segundo avaliação de Fernando Rocha, chefe do departamento de Estatísticas do Banco Central (BC). Em maio, esse tipo de despesa somou US$ 1,615 bilhão (cerca de R$ 6,1 bilhões), o que representa um aumento de 8% em relação o mesmo mês de 2017.

Em abril deste ano, comparado ao mesmo período de 2017, o crescimento chegou a 16%. Segundo Rocha, o ritmo menor de crescimento ocorre devido à alta do dólar. "Está ocorrendo uma desaceleração dessas despesas", comenta o especialista do BC.

Já as receitas de estrangeiros no Brasil chegaram a US$ 429 milhões (cerca de R$ 1,6 bilhão), em maio, e US$ 2,862 bilhões, nos cinco meses de 2018.

Em maio, a conta de viagens internacionais, formada pelos gastos de brasileiros e pelas receitas de estrangeiros, ficou negativa em US$ 1,187 bilhão, acumulando déficit de US$ 5,224 bilhões nos cinco meses do ano.

Nos dados preliminares de junho, até o dia 21, as despesas ficaram em US$ 1,114 bilhão e as receitas de estrangeiros no Brasil em US$ 273 milhões. Com isso, a conta de viagens internacionais está negativa em US$ 841 milhões.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários