Anvisa aprova novo remédio para fibrose cística

A doença é genética e pode levar à insuficiência respiratória

por Encontro Digital 24/07/2018 11:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Aesica Queenborough/Divulgação
(foto: Aesica Queenborough/Divulgação)
Uma boa notícia para milhares de pacientes no Brasil: a Agência Nacionald e Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de um novo medicamento para o tratamento da fibrose cística, que afeta um em cada 10 mil brasileiros, segundo o Ministério da Saúde. O fármaco que passa a ser autorizado é o Orkambi, que traz dois princípios ativos (lumacaftor e ivacaftor), e que, até então, não estava disponível no país.

A fibrose cística é uma doença de origem genética que afeta as células que produzem muco, suor e sucos digestivos. "Isso faz com que esses fluidos se tornem espessos e pegajosos. Eles aderem a tubos, dutos e passagens. Os sintomas variam e podem incluir tosse, infecções pulmonares reincidentes, incapacidade de ganhar peso e fezes gordurosas. Os tratamentos podem aliviar os sintomas e reduzir as complicações", informa texto do Hospital Israelita Albert Einstein, divulgado pelo Google.

Infelizmente não existe cura para essa grave doença, que pode provocar insuficiência respiratória.

De acordo com a bula do medicamento, o uso do Orkambi resulta em melhorias rápidas e prolongadas da função pulmonar, reduzindo as situações de hospitalização dos pacientes. Outro efeito positivo do fármaco é a melhora nas avaliações nutricionais das pessoas que se submeteram ao tratamento.

De acordo com a Anvisa, os brasileiros poderão adquirir o remédio na forma de comprimido em duas concentrações: de 100 mg de lumacaftor com 125 mg de ivacaftor; e 200 mg de lumacaftor e 125 mg de ivacaftor.

O medicamento recém aprovado será produzido pelas empresas Aesica Queenborough Ltda, localizada em Queenborough, no Reino Unido; e Vertex Pharmaceuticals Inc., situada em Boston, nos Estados Unidos. A dona do registro no Brasil é a empresa Vertex Farmacêutica do Brasil Ltda, que é a responsável por importar e distribuir o produto no mercado nacional, conforme a Vigilância Sanitária.

O remédio é indicado para pacientes acima de 6 anos de idade e adultos que rpecisam tratar a fibrose cística – mutação do gene F508del.

(com portal da Anvisa)

Últimas notícias

Comentários