Árbitro de vídeo foi usado 440 vezes na Copa da Rússia

Ainda assim, apenas 16 jogadas foram alteradas pelo sistema de videoarbitragem (VAR)

por Encontro Digital 13/07/2018 10:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fifa/Divulgação
(foto: Fifa/Divulgação)
Nesta sexta, dia 13 de julho, Gianni Infantino, presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), em coletiva de imprensa realizada na Rússia, revelou que o sistema de videoarbitragem (VAR), mais conhecido como árbitro de vídeo, foi utilizado nada menaos que 440 vezes durante a Copa do Mundo. Apesar dessa quantidade, o VAR gerou apenas 19 revisões de jogadas, das quais 16 foram consideradas decisões corretas, de acordo com a Fifa. A informação foi divulgada pela agência espanhola de notícias EFE.

"A palavra é progresso. É melhor que no passado. O VAR não mudou o futebol, o deixou mais transparente. Fez do futebol mais honesto e e ajudou os árbitros a tomarem decisões corretas", diz Infantino, citado pela EFE.

O dirigente da Fifa faz questão de lembrar que as 16 decisões alteradas pelo árbitro de vídeo transformaram jogadas consideradas erradas em "decisões acertadas". "O VAR acabou com os gols em impedimento no futebol", completa Gianni Infantino.

O mandatário da federação aproveitou para destacar também que o sistema de monitoramento ajudou a mudar a postura dos jogadores em campo. Para ele, os atletas estão "menos violentos porque sabem que estão sendo vigiados por câmeras".

(com Agência Brasil e Agência EFE)

Últimas notícias

Comentários