Saiba o que é o líquido avermelhado do sarcófago de granito preto do Egito

Alguns internautas querem até que o conteúdo seja liberado para consumo

por João Paulo Martins 23/07/2018 17:20

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 Mohamed Abd El Ghany/Agência Sputnik/Reprodução
Muitas pessoas acharam que o líquido avermelhado de dentro do sarcófago de granito preto encontrado no Egito seria uma espécie de "elixir" das múmias (foto: Mohamed Abd El Ghany/Agência Sputnik/Reprodução)
Depois da abertura do "misterioso" sarcófago de granito preto, encontrado na cidade de Alexandria, no Egito, surgiram vários rumores acerca do líquido escuro, com tom avermelhado, que enchia quase totalmente a tumba e as três múmias de supostos guerreiros ou oficiais militares. Porém, em comunicado divulgado no sábado, dia 21 de julho, Mustafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, descartou as "teorias da conspiração" acerca da origem do líquido.

"Não é suco para múmias que contém um elixir de vida, tão pouco mercúrio vermelho. Os especialistas pegaram amostras desse líquido para analisá-las e descobrir seus componentes", comenta o egípcio, em entrevista para a agência árabe Sky News Arabia. As amostras confirmaram que se tratava de águas residuais que entraram no sarcófago por meio de uma fenda. A tonalidade avermelhada se deu após a mistura com o conteúdo do sarcófago.

A explicação do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito surgiu em meio a crescentes rumores das supostas qualidades "mágicas" do "elixir do sarcófago negro amaldiçoado".
 Mohamed Abd El Ghany/Agência Sputnik/Reprodução
(foto: Mohamed Abd El Ghany/Agência Sputnik/Reprodução)

Uma petição online criada no site Change.org, intitulada "deixem as pessoas beberem o líquido vermelho do sarcófago negro" ganhou mais de 17 mil assinaturas. O criador do documento digital apela para que esse líquido seja transformado numa espécie de "bebida energética carbonatada" para que as pessoas "possam absorver sua força e finalmente morrer".

O sarcófago negro foi encontrado por trabalhadores durante a construção de um prédio residencial e estava a uma profundidade de cinco metros. A descoberta provocou uma onda de suspeitas e rumores sobre seu conteúdo e origem, incluindo que poderia ser o túmulo perdido do famoso imperador Alexandre, o Grande (governou a Macedônai de 332 a.C. a 323 a.C.).

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários