Por que adulto tem espinha?

Especialista cita as causas da acne após a puberdade

por Da redação com assessorias 19/07/2018 09:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
As espinhas são um verdadeiro martírio dos jovens, especialmente durante a fase da puberdade. Mas, por que esse problema na pele insiste em aparecer nas pessoas quando já estão adultas? Diversas situações do cotidiano e algumas disfunções no organismo podem fazer com que a acne volte a surgir. Um estudo realizado pela Universidade Livre de Berlim, da Alemanha, mostra que o excesso de cortisol (hormônio associado aos picos de estresse) pode estimular a produção das glândulas sebáceas e ser uma causa potencial de problemas cutâneos.

Segundo uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), um em cada três pacientes brasileiros são vítimas da acne devido a problemas emocionais, principalmente estresse, transtorno de ansiedade e depressão.

Para a dermatologista Teresa Noviello, membro da SBD, existem várias causas para essa doença de pele surgir após a juventude. "Há muitas razões que justificam o aparecimento e complicações da acne na vida adulta. A principal delas advém das alterações hormonais somados a fatores de estresse. Nas mulheres, um dos principais problemas associados à acne é o ovário policístico", comenta a especialista.

Além disso, problemas psicológicos podem levar o organismo a produzir uma grande quantidade de cortisol. "Outros fatores também influentes são os hormônios androgênios que, quando estão em desequilíbrio, podem levar a um aumento da oleosidade da pele através do estímulo das glândulas sebáceas", explica a médica.

Em todos os casos, o tratamento para a acne deve ser acompanhado de um profissional. O dermatologista pode indicar produtos como ácidos, peeling e protetores solares, e procedimentos, como peelings químicos, máscaras e limpeza de pele.

Teresa Noviello cita alguns cuidados caseiros que ajudam contra as espinhas:

  • Lavar o rosto com sabonete adstringente, duas vezes ao dia

  • Evitar o contato de água quente com a pele, para evitar a produção da oleosidade

  • Não espremer cravos e espinhas, pois pioram a inflamação

  • Evitar esfoliar a pele quando as acnes estiverem inflamadas

Últimas notícias

Comentários