Cientistas comprovam eficácia do alumínio na ampliação do sinal wi-fi

Estudo descobriu que roteador se torna mais eficaz para direcionar as ondas

por João Paulo Martins 10/08/2018 11:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
(foto: Pixabay)
Um estudo realziado em conjunto pela Faculdade de Dartmouth, pela Universidade de Washington, pela Universidade da Califórnia Irvine e pela Universidade de Colúmbia, todas dos Estados Unidos, confirmou a teoria popular que associa o uso de papel alumínio em volta das antenas do roteador de wi-fi para melhorar o sinal de internet.

"O controle criterioso da cobertura da internet sem fio residencial é crucial em edificações. Ele aumenta a recepção de sinal; reduz a interferência prejudicial; e aumenta a barreira para invasores mal-intencionados. Os métodos existentes são caros, vulneráveis %u200B%u200Ba ataques ou difíceis de configurar. Apresentamos uma abordagem de baixo custo, segura e fácil de configurar, que usa um refletor fabricado em 3D de fácil acesso para personalizar a cobertura sem fio", informa o artigo científico de divulgação da pesquisa americana.

Os pesquisadores usaram uma impressora 3D para criar um refletor que, ao ser colocado em torno do ponto de acesso wi-fi, foi capaz de amplificar os sinais nas áreas alvo em até 10 dB (decibéis), resultando numa mudança de cobertura da internet que saiu de -63,3% para 55,1%.

Para quem não pode criar esse tipo de refletor, o uso de papael alumínio pode ajudar a direcionar os sinais das antenas dos roteadores. Como é sabido, o equipamento fornecido pelas empresas de telecomunicação utiliza a tecnologia chamada omnidirecional, que faz com que o sinal de wi-fi seja enviado a todas as direções, incluindo as que não possuem dispositivos aptos a receber a conexão e que podem ser alvo de hackers.

A dica é colocar o alumínio atrás das antenas e direcioná-lo para o ponto que rpecisa receber mais sinal wi-fi. Teste de conexão pode mostrar se a "gambiarra" está funcionando.

Últimas notícias

Comentários