Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Pastor é mordido por cascavel durante culto

O acontecimento bizarro foi registrado em vídeo nos Estados Unidos


postado em 20/08/2018 14:48 / atualizado em 20/08/2018 15:11

O pastor americano Cody Coots, de 27 anos, foi picado por uma cascavel durante um culto realizado no dia 17 de agosto(foto: YouTube/Evangelist Anita Fuentes/Reprodução)
O pastor americano Cody Coots, de 27 anos, foi picado por uma cascavel durante um culto realizado no dia 17 de agosto (foto: YouTube/Evangelist Anita Fuentes/Reprodução)
Já ouviu falar nas igrejas cristãs dos Estados Unidos que usam cobras nos cultos? Segundo matéria publicada na versão britânica do jornal Metro, nos últimos seis anos foram registradas três mortes de pastores em decorrência da picada do animal peçonhento. E essa forma bizarra de louvação voltou a chamar atenção depois que um vídeo com um incidente envolvendo uma cascavel foi compartilhado no YouTube no dia 17 de agosto. As imagens foram feitas na igreja Full Gospel Tabernacle in Jesus' Name (Tabernáculo do Evangelho Completo do Nome de Jesus, na tradução livre) da cidade de Middlesboro, no estado de Kentucky (Estados Unidos), e mostram o pastor Cody Coots, de 27 anos, pregando e segurando uma serpente. Em certo momento, a cascavel morde a orelha direita do religioso, que continua trabalhando enquanto a camisa fica manchada de sangue.

Cody, que é filho do ex-pastor Jamie Coots, morto após ser picado por uma víbora em 2014, é a sexta geração de pregadores da igreja cristã que utiliza o animal perigoso em referência à Bíblia. Neste caso, diz respeito ao livro de Marcos, capítulo 16, versículo 18: "Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão". Conforme o jornal Metro, esse tipo de congregação americana existe há pelo menos 100 anos na região das Montanhas Apalaches.

Como se vê na gravação, durante o culto, a cobra permanece o tempo todo na mão do pastor Cody Coots enquanto ele prega, grita, canta e dança. Após ter sido picado pela cascavel, uma das cobras mais venenosas do mundo, o religioso pediu que os fieis o levassem para um monte, para que seu destino fosse decidido por Deus. Porém, segundo o periódico britânico, um membro da congregação conhecido como Big Cody decidiu levar o pastor para o hospital, onde foi medicado e devidamente tratado. Na ocasião, os especialistas disseram que ele sobreviveu por um "milagre", já que o animal poderia ter acertado a artéria temporal, que estava a milímetros do local da mordida.

Essa forma bizarra de culto, como seria de imaginar, não costuma atrair muitos fiéis. Aos domingos a igreja de Middlesboro recebe cerca de 14 pessoas, que assistem a pregações que duram de 90 minutos a cinco horas, dependendo da emoção e do "calor" da louvação, esclarece o Metro.

"Essa igreja é o sangue deles. Tudo começou com a família dele e terminará com a família dele. Não é para mim. Eu não fui criada nessa religião. Eu conheci o Cody por meio do meu pai e nos demos bem. Eu estava simplesmente louca por ele. Cody e eu não falamos sobre religião até depois de casar. Apenas pensei: 'Deus, em que eu me meti?'", comenta Tammy, de 25 anos, esposa de Cody, em entrevista ao jornal.

Confira o vídeo com o momento em que o pastor Cody Coots é mordido pela cascavel:


(com Agência Sputnik)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade