Publicidade

Estado de Minas CIêNCIA

Vacas com acesso a áreas sombreadas produzem mais embriões

Isso segundo pesquisa feita pela Embrapa


postado em 05/09/2018 11:55 / atualizado em 05/09/2018 12:03

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Um estudo feito perla Embrapa Pecuária Sudeste de São Carlos, em São Paulo, mostra que vacas criadas em áreas com sombras, em sistemas integrados de produção (com lavoura, pecuária e floresta) apresentam resultados mais satisfatórios quando se trata de eficiência reprodutiva. A pesquisa comparou os animais que ficaram sob o Sol com as que tiveram acesso à sombra.

De acordo com o pesquisador Alexandre Rossetto, da Embrapa, os resultados indicam que as vacas que vivem em pleno sol apresentaram taxa de produção de embriões de 36%. Já as que são criadas em áreas sombreadas tiveram um incremento nessa taxa, que chegou a 43%. Ou seja, houve um acréscimo de 7%, o que representa um impacto significativo, segundo o especialista, especialmente porque o experimento foi realizado num sistema já ajustado e que apresenta boas taxas de produção de embriões.

O experimento da Embrapa Pecuária Sudeste foi realizado com 18 vacas que tinham bezerros ao pé e que foram mantidas no sistema ILPF durante o Verão e o Outono. Os animais chegaram a parir e, uma vez por mês, eram levadas ao curral para aspiração de folículos ovarianos, onde ficam os gametas. Esse material  foi entregue a um laboratório particular na cidade de Cravinhos (SP), responsável pela produção de embriões.

"A produção de embriões foi usada como medida da eficiência reprodutiva", afirma Rossetto. Os resultados mostraram que o microclima mais favorável observado no sistema ILPF, com menor incidência de radiação solar sobre os animais, contribuiu para o aumento na produção de embriões.

Além disso, em outro estudo recente, a Embrapa já havia constatado que a criação de animais em sistemas integrados indicou que matrizes de corte que permanecem em área sombreada procuram menos os bebedouros. A frequência em busca de água chega a cair 19% em sistemas com árvores.

(com Embrapa Pecuária Sudeste)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade