Publicidade

Estado de Minas TECNOLOGIA

Empresa mineira cria robô que limpa coronavírus de ambientes

O Hygis foi desenvolvido pela UVTronic e utiliza tecnologia ultravioleta para eliminar micro-organismos nocivos à saúde humana


postado em 13/07/2020 15:47 / atualizado em 13/07/2020 17:02

Um dos principais problemas da luta contra da humanidade contra o novo coronavírus é que trata-se de um inimigo invisível. Por isso, é quase impossível saber se um local possui ou não focos do causador da perigosa Covid-19. Sendo assim, uma das principais aliadas nessa batalha é a tecnologia, uma vez que ela pode ser utilizada, por exemplo, para limpar ambientes sem colocar em risco a saúde de pessoas.

É o caso dos robôs Hygis, desenvolvidos pela empresa mineira UVTronic. Os equipamentos são capazes de desinfectar o ar e superfícies, por meio de luz ultravioleta do tipo UVC, em ambientes como hospitais, quartos de hoteis, shoppings e aeroportos. 

Simulação digital mostra um dos robôs Hygis, da UVTronic, em um quarto de hospital(foto: UVTronic/Divulgação)
Simulação digital mostra um dos robôs Hygis, da UVTronic, em um quarto de hospital (foto: UVTronic/Divulgação)
Estudos científicos comprovam que a radiação emitida por luzes ultravioleta destroi o material genético de vírus e bactérias, incluíndo o novo coronavírus, impedindo esses micro-organismos de se reproduzirem e se acoplarem a um hospedeiro, dessa forma, quebrando seu mecanismo de sobrevivência. Entretanto, de acordo com a Organização Mundial da Saúde a luz UV-C jamais deve ser utilizadas diretamente em seres humanos ou em ambientes onde pessoas estejam presentes, pois podem causar queimaduras na pele e danos graves à saúde, sobretudo aos olhos.

Como funciona?

Os robôs Hygis podem ser operados pela própria pessoa ou empresa que os adquire. Entretanto, antes de entrarem em funcionamento, é necessário que eles aprendam a circular pelo ambiente onde eles serão utilizados. "Em primeiro lugar, nós mapeamos o ambiente utilizando um sensor  e inserimos essas informações no sistema do Hygis. Assim, ele estará pronto para percorrer sozinho todo o local, inclusive contornando qualquer obstáculo que esteja ali, sem depender da intervenção de pessoas", explica Evandro Cerqueira, fundador e diretor executivo da UVTronic.

São 12 produtos nessa linha de robôs da empresa, que custam a partir de R$ 5 mil. De acordo com a companhia, o setor hospitalar é o que mais tem procurado os robôzinhos aliados da batalha contra o coronavírus. De acordo com Evandro Cerqueira, as instituições de saúde buscam utilizar esses equipamentos visando gastar menos tempo na liberação de leitos: "O Hygis ajuda muito nessa tarefa e garante maior proteção para pacientes, equipe médica e equipe de limpeza. Além disso, com o uso do robô, o processo de desinfecção está livre a falhas humanas e é realizado de forma padronizada", garante ele.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade