Publicidade

Estado de Minas CONTEÚDO PATROCINADO

Tecnologia está entre os principais aliados do agronegócio no Paraná

Além de apostar na tecnologia 5G, o próprio produtor rural tem itens com potencial de investimento


postado em 25/08/2021 17:22 / atualizado em 25/08/2021 17:22

(foto: Freepik)
(foto: Freepik)
Conciliar os benefícios da tecnologia às atividades rurais é uma das grandes vantagens da modernidade. O setor de telecomunicações também pensa assim. É por isso que mercado de telecom começa a inverter o caminho desse crescimento. Um serviço que era exclusivo do perímetro urbano começa a migrar para o campo. Em iniciativa inovadora, o Ministério das Comunicações promove um projeto-piloto de conectividade usada diretamente na produção rural.

Londrina foi escolhida para sediar o evento, que trouxe soluções intensivas em tecnologia de conectividade de quinta geração aplicada ao agronegócio. A fabricante Nokia fez as demonstrações das novidades nesse encontro que teve a participação da operadora de telefonia Sercomtel e da Embrapa Soja, que promoveu o encontro. A reunião também contou com representantes dos tratores da Valtra, uma das marcas com forte atuação no Brasil.

O evento foi concorrido e contou com a participação do ministro das Comunicações, Fábio Faria, da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, do governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, e do secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

Além de apostar na tecnologia 5G, o próprio produtor rural tem itens com potencial de investimento para o aumento imediato da produtividade e dos resultados. A pesquisa por tratores à venda no Paraná, a compra de insumos agrícolas e a contratação de mão de obra qualificada estão entre as prioridades de investimento para o produtor paranaense que pensa em aproveitar o bom momento para otimizar a dinâmica no agronegócio.

"A agricultura saiu da enxada para a tela dos smartphones. O 5G é uma grande transformação e uma verdadeira revolução tecnológica. Para o agronegócio, o 5G vai ajudar a elevar a agricultura de precisão que o Paraná já faz, consolidando cada vez mais o estado como um dos maiores produtores de alimentos do mundo". A afirmação é do entusiasta governador Ratinho Júnior, que confirma as excelentes perspectivas de crescimento e reafirmação do agronegócio do estado, especialmente após o emprego da alta tecnologia na produção.

Para o ministro Fábio Faria, o poder público tem a responsabilidade de induzir o desenvolvimento e promover a evolução do setor produtivo. "O agronegócio é o motor da economia brasileira e vem sendo ainda mais essencial durante a pandemia. Com o 5G podemos ter avanço de até 20% no PIB do agro ao ano", projeta.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade