Publicidade

Estado de Minas SAúDE

AVC afetou menos mulheres no Brasil

Queda chegou a 11%, segundo o Ministério da Saúde


postado em 08/03/2019 12:39 / atualizado em 08/03/2019 13:09

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Divulgação)
Segundo o Ministério da Saúde,  os casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) em mulheres de 30 a 69 anos reduziram no Brasil. O levantamento aponta que no período de 2010 a 2016 a taxa de óbitos por AVC caiu 11% e por doenças cardíacas 6,2%.

Os dados são do estudo Saúde Brasil 2018, divulgado nesta sexta, dia 8 de março. O número de casos de AVC caiu de 39,5 para 35,2 óbitos por cada grupo de 100 mil mulheres. Em geral, de acordo com o ministério, as doenças cardíacas apresentaram queda de 55 para 51,6 óbitos por 100 mil.

Apesar da queda, as doenças do sistema cardiovascular continuam sendo as que mais matam a população feminina de 30 a 69 anos. São problemas classificados como doenças crônicas não-transmissíveis, sendo preveníveis. Esse grupo tem quatro fatores de risco em comum que são tabagismo, atividade física insuficiente, uso nocivo do álcool e falta de alimentação saudável.

No Brasil, conforme o Ministério da Saúde, as doenças crônicas não-transmissíveis corresponderam a 54% de todas as mortes no ano de 2016. Na faixa etária de 30 a 69 anos, representaram 56,1% dos óbitos.

(com Agência Brasil)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade