Publicidade

Estado de Minas LEGISLAçãO

Que tal doar sangue e pagar meia-entrada no cinema?

Projeto quer incentivar as doações com benefício cultural


postado em 15/03/2019 16:37 / atualizado em 15/03/2019 16:41

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Você costuma doar sangue? Pois saiba que esse ato solidário poderá gerar também um benefício cultural. O Projeto de Lei 1.322, de 2019, que está tramitando no Senado, concede meia-entrada para os doadores de sangue. A proposta é de autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

Todos os anos são efetuadas inúmeras campanhas para incentivar a doação de sangue. No entanto, dados de 2016 do Ministério da Saúde apontam que os doadores correspondem a apenas 1,6% da população brasileira. O número está abaixo do parâmetro da Organização Mundial da Saúde (OMS), que estipula que ao menos 4% da população do país deve ser doadora. A escassez é, então, um grande problema para os bancos de sangue brasileiros, visto que a doação é essencial para a saúde pública.

Na justificativa do projeto, Contarato relata a necessidade de se criar outros mecanismos para incentivar os cidadãos a se tornarem doadores. "Historicamente, o estado não tem conseguido educar seus cidadãos com a cultura de doação de sangue. Assim, mostra-se necessário que o poder público tome medidas incentivadoras para o ato", diz o senador.

Ele cita como exemplos os estados do Espírito Santo, Santa Catarina e Paraná, que já concedem o benefício da meia-entrada para doadores. Outros utilizam a doação regular como critério para a isenção de taxa para prestação de concursos públicos.

O projeto será analisado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte e, posteriormente, pela Comissão de Assuntos Sociais, onde terá decisão terminativa: se aprovado, será encaminhado diretamente para a Câmara dos Deputados.

(com Agência Senado)

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade