Publicidade

Estado de Minas TECNOLOGIA

Tire dúvidas sobre o novo coronavírus pelo WhatsApp do Ministério da Saúde

O Governo Federal criou um sistema no app de mensagens que responde algumas das principais perguntas sobre a pandemia


postado em 31/03/2020 14:35

WhatsApp do Ministério da Saúde responde, automaticamente, dúvidas sobre o novo coronavírus(foto: Pixabay)
WhatsApp do Ministério da Saúde responde, automaticamente, dúvidas sobre o novo coronavírus (foto: Pixabay)
Fake news, modo de transmissão, prevenção, principais sintomas. Existem muitas dúvidas relacionadas ao novo coronavírus e à doença causada por ele - a covid-19. Como se não bastasse o transtorno causado pela pandemia, diversas mensagens com conteúdo duvidoso circulam diariamente por meio do WhatsApp, com notícias falsas ou curas milagrosas para a doença, como chá de alho e água com vinagre. Porém, você pode usar o aplicativo para descobrir, de fato, o que é verdade ou não nessa história toda.

Tela do WhatsApp do órgão do Governo brasileiro, mostrando que trata-se de uma conta oficial verificada pelo app de mensagens(foto: Encontro/Print screen)
Tela do WhatsApp do órgão do Governo brasileiro, mostrando que trata-se de uma conta oficial verificada pelo app de mensagens (foto: Encontro/Print screen)
Isso porque o Ministério da Saúde criou um sistema automatizado (bot) no WhatsApp que responde às principais perguntas. Para conversar com o bot do órgão é muito fácil: basta enviar qualquer mensagem pelo app para o número (61) 9938-0031 (assim mesmo, sem o número nove extra). O programa criado pelo governo logo responde, mostrando um menu com uma série de assuntos para você se informar, como transmissão, prevenção, diagnóstico, isolamento domiciliar, fake news e outros.

Se você também quiser consultar outras fontes, a Organização Mundial da Saúde também possui um sistema semelhante, onde é possível saber estatísticas da doença, ler notícias, e também tirar dúvidas variadas, além de realizar doações. Para conversar com o WhatsApp da OMS, basta enviar uma mensagem para o número 41 22 501-75-96. Mas, por enquanto, o bot ainda não entende a língua portuguesa, apenas árabe, inglês, francês e espanhol.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade