Julgamento da agressão sofrida por Luiza Brunet será retomado em São Paulo

A ex-modelo acusa o ex-marido Lírio Parisotto de tê-la agredido ao menos duas vezes

por Encontro Digital 13/02/2017 10:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Notícia Dos Famosos/Reprodução e Instagram/luizabrunet/Reprodução
O processo em que a ex-modelo e empresária Luiza Brunet acusa seu ex-marido Lírio Parisotto de agressão será retomado nesta segunda, dia 13 de fevereiro (foto: YouTube/Notícia Dos Famosos/Reprodução e Instagram/luizabrunet/Reprodução)
Nesta segunda, dia 13 de fevereiro, o Fórum Criminal da Barra Funda, na região oeste da cidade de São Paulo, retomará o julgamento do caso da agressão sofrida pela ex-modelo e empresária Luiza Brunet, de 54 anos. Ela acusa o ex-marido, Lírio Parisotto, 62, de tê-la agredido em maio de 2016, nos Estados Unidos, e em dezembro de 2015, no Brasil. A empresária já foi ouvida pela juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcante e não precisará comparecer ao fórum.

O bilionário empresário Lírio Parisotto é acusado pelo Ministério Público de lesão corporal grave e leve, e foi enquadrado na lei Maria da Penha. Caso seja considerado culpado, ele pode ser condenado a passar de um ano e meio a oito anos na prisão. Vale dizer que a acusação não está exigindo reparação em dinheiro.

No ano passado, o promotor de justiça Carlos Bruno Gaya da Costa, que atua no caso de Luiza Brunet, revelou que a ex-modelo fez tomografia para mostrar que além dos hematomas no rosto e no corpo, ela também havia sofrido fratura nas costelas. O exame foi usado como corpo de delito no processo.

Na primeira audiência, em que foi ouvida a empresária, outras três pessoas também prestaram depoimento: uma testemunha de acusação, que é amiga da ex-modelo, e três testemunhas de defesa, ligadas a Parisotto.

Nesta segunda (13), o ex-marido de Luiza Brunet não é obrigado a comparecer à sessão e, caso esteja presente no fórum, não precisará responder às perguntas. Porém, esta será a primeira oportunidade para Lírio Parisotto se defender perante a juíza, no caso de agressão.

Últimas notícias

Comentários