Publicidade

Estado de Minas TV

Stranger Things está sendo acusada de plágio

Um cineasta americano diz que a famosa série teria sido baseada num projeto dele


postado em 05/04/2018 16:46 / atualizado em 05/04/2018 16:56

Uma das séries mais famosas dos últimos anos, Stranger Things, do serviço de streaming de vídeos Netflix, está no centro de uma polêmica: seus criadores estão sendo acusados de roubar ideias e utilizá-las no famoso seriado de suspense. De acordo com o site americano Entertainment Weekly, o suposto plágio foi denunciado pelo cineasta Charlie Kessler, que abriu uma disputa judicial contra os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores da série estrelada pelos jovens atores Finn Wolfhard (Mike), Millie Bobby Brown (Eleven), Gaten Matarazzo (Dustin) e Caleb McLaughli (Lucas).

Charlie Kessler alega que estava participando de um evento de cinema, em 2014, quando encontrou Matt e Ross e apresentou aos dois suas ideias de um curta-metragem, de sua autoria, chamado Montauk, que teria sido lançado em 2012. A partir disso, segundo o cineasta, os irmãos Duffer utilizaram as informações que receberam para criar o roteiro de Stanger Things e apresentá-lo à Netflix no ano seguinte.

Ainda de acordo com o Entertainment Weekly, Kessler teria conseguido provas de que, até mesmo o nome de sua série fora copiado por Matt e Ross Duffer. Ele revela que, durante a reunião com a Netflix para apresentação da ideia da nova série infanto-juvenil, os irmãos teriam usado o nome The Montauk Project.

Defesa

O advogado de Matt e Ross Duffer, Alex Kohner, enviou um comunicado à imprensa, na quarta, dia 4 de abril, defendendo os clientes das acusações. "A alegação do sr. Kessler é completamente sem mérito. As ideias dele não têm conexão com a criação de Stranger Things. Matt e Ross Duffer não viram o curta-metragem e nem discutiram qualquer projeto com ele. Esta é apenas uma tentativa de lucrar com a criatividade e o trabalho árduo de outras pessoas", afirma o advogado em nota publicada pelo Entertainment Weekly.

Álibi

Existe ainda um álibi muito forte que pode pesar em favor dos criadores de Stanger Things. Tudo indica que o curta-metragem criado por Charlie Kessler se baseou numa famosa teoria da conspiração que aborda supostos experimentos secretos do governo dos Estados Unidos, que teriam sido realizados na base militar de Montauk, no estado de Long Island. Logo, nada impede que a consagrada série de suspense da Netflix também tenha sido baseada no mesmo mito.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade