Anvisa encontra pelo de rato em pimenta-do-reino

O lote do produto, que é da marca Fã, está proibido em todo o país

por Encontro Digital 29/11/2017 10:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Junco/Reprodução
O lote 21424 da pimenta-do-reino Fã, distribuída pela Junco, está proibido em todo o Brasil devido à presença de pelo de rato e fragmentos de insetos acima dos limites previstos na lei (foto: Junco/Reprodução)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou a Portaria nº 973 na edição de segunda, dia 27 de novembro, do Diário Oficial da União, proibindo a comercialização e a distribuição, em todo o território nacional, da pimenta-do-reino preta moída da marca Fã. O lote 21424, fabricado em 27 de março de 2017, foi vetado por apresentar fragmentos de insetos e de pelo de roedor na pesquisa macroscópica e microscópica de matérias estranhas.

A descoberta das impurezas se deu após análise realizada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed/Lacen-MG). Segundo a Anvisa, o laudo apresenta a "presença de matérias estranhas indicativas de risco à saúde humana [fragmentos de pelo de roedor] e indicativas de falhas de boas práticas [fragmentos de insetos], acima dos limites de tolerância permitidos pela legislação vigente".

Dada a proibição, a Junco Indústria e Comércio Ltda., de Uberaba (MG), distribuidora do tempero, deve recolher, imediatamente, todo o estoque do produto existente no mercado.

(com portal da Anvisa)

Últimas notícias

Comentários