Publicidade

Estado de Minas BEM-ESTAR

Alimentos termogênicos são aliados da dieta

Cafeína, gengibre e chá verde são algumas substâncias que aceleram o metabolismo e ajudam na perda de peso


postado em 22/01/2018 08:45 / atualizado em 22/01/2018 08:53

Para quem está fazendo dieta e quer obter resultados mais rápidos, de forma saudável, uma boa dica é o consumo de alimentos considerados termogênicos. Eles ajudam a acelerar o metabolismo, o que, consequentemente, auxilia na perda de peso. De acordo com o nutricionista Diogo Círico, da Growth Supplements, os nutrientes que possuem ação termogênica induzem o metabolismo a trabalhar em um ritmo acelerado, gastando, assim, mais calorias.

Estão nessa lista alimentos como gengibre, pimenta, canela cafeína e chá verde. Os dois primeiros, conforme o especialista, apresentam um maior nível de dificuldade para serem digeridos pelo organismo. A cafeína, por sua vez, estimula o gasto de energia no repouso e a produção de noradrenalina, neurotransmissor ligado ao calor do corpo. O nutricionista lembra ainda que o chá verde possui catequinas, substâncias que atuam diretamente no tecido adiposo, reduzindo as gorduras.

Apesar dos termogênicos fornecerem benefícios para o organismo, ao influenciarem o metabolismo, Diogo Círico alerta para alguns cuidados. "Os alimentos termogênicos devem ser incluídos ao longo do dia. Já os alimentos e suplementos com poder estimulante, como a cafeína, devem ser consumidos antes do treino", comenta o especialista.

Além de serem encontrados em alimentos, os nutrientes com efeito termogênico podem ser consumidos em forma de suplementos. A função é a mesma, mas a vantagem, segundo o nutricionista, são as quantidades – bem maiores nas cápsulas. A cafeína, por exemplo, está presente no café, mas é preciso ingerir uma grande quantidade da bebida para se obter uma quantidade boa da substância – três ou quatro xícaras equivalem a 210 mg. Os suplementos, por sua vez, podem fornecer 420 mg, equivalente a sete ou oito xícaras de uma só vez.

Vale lembrar que não existe um alimento termogênico ideal. Na verdade, as pessoas é que se adaptam aos estimulantes, podendo apresentar resultados melhores com a cafeína ou com a canela, por exemplo. "Somente uma avaliação nutricional individualizada será capaz de diagnosticar qual a melhor combinação de elementos termogênicos que deve ser adotada", conclui Diogo Círico.

Os comentários não representam a opinião da revista e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade